Rio Branco promove ação solidária na Apae

Wellerson, Kayo, Felipinho e Léo estiveram na instituição, nesta quarta, e fizeram entrega da camisa autografada por todo o elenco


Quatro jogadores do Rio Branco visitaram a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Americana e presentearam a entidade com uma camisa autografada por todo o elenco, nesta quarta-feira.

Na ocasião, o zagueiro Wellerson, o volante Kayo, mais os meias Felipinho e Léo conversaram com alunos e puderam conhecer de perto o trabalho realizado pela instituição. Diogo Amaral, fisioterapeuta do clube, também participou da ação.

Foto: Divulgação
Jogadores do Rio Branco foram conhecer de perto, nesta quarta, a atividade realizada pela Apae de Americana

Capitão da equipe, Wellerson elogiou o serviço prestado pela Apae e disse que nunca vai esquecer essa experiência.

“A visita foi um privilégio por ter conhecido pessoas tão fortes, poder ver a felicidade no rosto daquelas crianças, poder ver de perto todo o processo que aqueles profissionais fazem para, a cada dia, as crianças evoluírem. Vou levar para sempre comigo essa visita”, afirmou.

Os atletas retribuíram a visita que receberam no dia 25 de maio, quando alunos da Apae, a convite do Rio Branco, acompanharam o empate em 1 a 1 com o União Barbarense, no Décio Vitta. Naquela oportunidade, a diretoria disponibilizou transporte para as crianças.

Depois de conhecerem a Apae, no período da tarde os jogadores calçaram as chuteiras e seguiram a preparação para o jogo deste sábado, contra o Mauá. O Tigre entra em campo às 15 horas, fora de casa, pela quinta rodada da terceira fase do Campeonato Paulista Sub-23 Segunda Divisão.

Cara nova

Nesta quarta, o treino contou com a participação de Lucas Macedo, filho do ex-atacante Macedo, que fez a história no Tigre em 1990, com a conquista do acesso para a primeira divisão estadual.

Lucas tem 22 anos e também é atacante. Atualmente, ele está sem clube e apenas mantém a forma no Rio Branco. Seu último time foi o Cerezo Osaka, do Japão.

O lateral-direito Patrik e o atacante Davi, que foram liberados pelo departamento médico na terça-feira, fizeram um treinamento à parte com o preparador físico Tuka Ribeiro.

O volante Maranhão, com uma tendinite no dedão do pé esquerdo, ficou em recuperação no DM, mas deve se juntar ao restante do elenco nesta quinta.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora