Marcos Campangnollo é o novo técnico do Rio Branco

Ex-Matonense, técnico assumiu a equipe nesta sexta e já estará à beira do campo no jogo deste sábado, contra o Joseense, no estádio Décio Vitta


Foto: Marcelo Rocha / O LIBERAL
Comandante teve cinco vitórias, três empates e quatro derrotas com a Matonense, na primeira fase da Segunda Divisão

Comandado pelo técnico Marcos Campangnollo, o Rio Branco tenta, neste sábado, retomar o caminho das vitórias no Campeonato Paulista Sub-23 Segunda Divisão. A equipe recebe o Joseense às 15 horas, no estádio Décio Vitta, em Americana, pela segunda rodada da segunda fase.

Campangnollo chegou ao Tigre nesta sexta-feira e já marcou presença no treino da manhã. Antes, o treinador trabalhava na Matonense. Ele dirigiu o time na primeira etapa da Segunda Divisão.

“A gente sabe da história do Rio Branco, da força que o clube tem. Por isso que eu aceitei esse desafio. É uma equipe que não merece estar onde está”, disse o profissional de 49 anos, durante sua apresentação à imprensa.

Com Campangnollo, a Matonense ficou em terceiro lugar no Grupo 2 e se classificou para a segunda fase, com uma campanha de cinco vitórias, três empates e quatro derrotas.

O técnico saiu do clube logo após a primeira fase, em meio a problemas de pagamento. “Três meses de salário atrasado”, contou. Além da experiência na Matonense, Campangnollo também acumula passagem por times como Rio Claro e São Carlos, ambos na função de auxiliar.

No Rio Branco, ele precisa reabilitar a equipe, que não vence há quatro jogos e estreou com derrota para o Guarulhos na segunda fase, por 2 a 1. “Vamos tentar trazer aquela vontade de ganhar, aquela determinação que tinha na primeira fase”, afirmou.

O comandante substitui Raphael Pereira, que foi dispensado pelo Tigre na última terça. Campangnollo conta com o apoio do auxiliar técnico Tony Ferreira, que conduziu os treinamentos enquanto a diretoria não definia um novo treinador.

Segundo o novo treinador, neste sábado, o time vai entrar em campo com a escalação definida por Tony. “Ele está mais a par da equipe”, comentou.

O atacante Lucas Duni, com problema físico, está fora da partida. O zagueiro Wellerson, por outro lado, volta de suspensão.

O Tigre aparece na última posição do Grupo 10, sem ponto, e o Joseense tem um. Os dois primeiros de cada chave e os quatro melhores terceiros colocados avançam.

Rio Branco e Joseense se enfrentaram apenas uma vez, na Série A3 de 2017, segundo o historiador Gabriel Pitor. Na ocasião, a equipe de São José dos Campos ganhou por 2 a 0 no Décio Vitta.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora