Guerrero despista sobre proposta do Boca, mas não garante permanência no Inter


Com a vitória sobre o Botafogo no último sábado, o Internacional ficou mais perto de garantir uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. Nesta quarta-feira, a classificação pode vir até com um empate ou derrota para o São Paulo, no Morumbi, pela 37.ª rodada do Campeonato Brasileiro, e um triunfo o colocará em boa situação para entrar direto na fase de grupos da competição continental. Mas um assunto é motivo de preocupação no clube gaúcho: o futuro de Paolo Guerrero.

Na Argentina se fala de uma possível proposta do Boca Juniors para a próxima temporada. Nesta segunda-feira, em entrevista coletiva no CT Parque Gigante, o centroavante peruano despistou sobre o tema e optou por garantir foco na luta pela vaga na Libertadores.

“Estou bem focado nos últimos jogos porque temos o nosso objetivo de obter a classificação para a Libertadores. O resultado do São Paulo ontem (derrota para o Grêmio) melhorou as coisas para nós. O que queremos é entrar direto na Libertadores do ano que vem. Vou seguir trabalhando porque temos um jogo difícil na quarta-feira”, disse Guerrero. “Eu não tenho nada a falar (sobre o Boca Juniors) porque pertenço ao Inter. Sou muito grato ao clube. Então não tenho nada para falar”, prosseguiu.

O que Guerrero não se negou a comentar foi a volta da boa fase no Internacional. O atacante comemorou os quatro gols marcados nos últimos três jogos pelo Brasileirão – dois contra o Fortaleza, um contra o Goiás e o da vitória sobre o Botafogo. O peruano já disputou 39 partidas e marcou 19 gols desde a sua volta da suspensão por doping em abril. Na temporada, somados os compromissos com a seleção do Peru, chegou ao 50.º jogo, com 22 tentos marcados.

“Eu trabalhei com o Zé Ricardo (em 2016 e 2017, no Flamengo) e ele me conhece muito bem. Tivemos as nossas conversas, mas meus companheiros têm me procurado mais, o que é importante para mim. Posso finalizar mais e ter mais chances de gols. Jogo com o dever de marcar os gols e dar resultados para o time. Temos que melhorar mais, mas com o pouco trabalho tivemos, vamos nos encaixando”, declarou.

TREINO – Os jogadores do Internacional se reapresentaram na manhã desta segunda-feira. O técnico Zé Ricardo comandou um trabalho tático em campo reduzido apenas com os jogadores que não iniciaram a partida no Rio de Janeiro. Assim, não houve um esboço de escalação para o confronto contra o São Paulo.

Zeca foi a atração da atividade. Recuperado de lesão no quadril, o lateral-direito fez o seu primeiro treino com o elenco após ter iniciado o recondicionamento físico na última semana. Ele ainda segue sob avaliação médica, mas caso tenha condições ficará à disposição do treinador para a partida.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora