Felipinho brilha, e Rio Branco vence por 4 a 0 no Décio Vitta

Resultado conquistado contra o Joseense encerra uma sequência de quatro jogos sem vitória


Foto: Marcelo Rocha - O Liberal
Rafael Cursino abriu o placar para o Rio Branco aos 41 minutos do primeiro tempo

Logo no primeiro jogo como titular do Rio Branco, o meia Felipinho mostrou por que era a “menina dos olhos” da diretoria, que queria contratá-lo desde o início da preparação para o Campeonato Paulista Sub-23 Segunda Divisão. Com dois gols, ele comandou a goleada por 4 a 0 sobre o Joseense, neste sábado, no estádio Décio Vitta.

O confronto, válido pela segunda rodada da segunda fase, encerrou uma sequência de quatro partidas sem vitória. Rafael Cursino e Davi também balançaram a rede. O resultado deixou o Tigre na vice-liderança do Grupo 10, com três pontos.

Mesmo com um treinador já contratado, quem comandava o Rio Branco à beira do campo era o auxiliar Tony Ferreira, que conduziu os treinamentos durante toda a semana. O técnico Marcos Campangnollo, que chegou ao clube nesta sexta, para o lugar de Raphael Pereira, ficou sentado no banco de reservas.

Foto: Marcelo Rocha - O Liberal
Com dois gols, Felipinho comandou a goleada por 4 a 0 sobre o Joseense, neste sábado, no estádio Décio Vitta

Sob os olhares do novo comandante, o ataque do Tigre se destacava pela movimentação, principalmente no início da partida. Gabriel Braga e Davi trocavam de lado o tempo todo, abastecidos pelos meias Léo e Felipinho.

Nenhum dos atacantes, porém, participou da primeira jogada de perigo criada pelo alvinegro, aos 12 minutos. O lance começou com Felipinho, que dominou na esquerda, viu a ultrapassagem do volante Rafael Cursino e lançou por cima para o companheiro. Cursino colocou a bola no chão e, quase na pequena área, chutou em cima do goleiro Guilherme Alneida.

O meio-campista teve outra chance como essa aos 41 minutos e, desta vez, não desperdiçou. Ele partiu em velocidade sem bola, recebeu lançamento frontal de Kayo, cortou o goleiro e tocou para a rede: 1 a 0.

O Rio Branco se manteve melhor que o adversário no restante do primeiro tempo e poderia até ter ampliado o placar, em jogadas protagonizadas por Felipinho, mas desceu para o vestiário com apenas um gol de vantagem.

Na volta do intervalo, o time americanense passou a encontrar ainda mais espaços, na medida em que o Joseense, atrás no marcador, se lançava em busca do empate.

Aos 17 minutos, Felipinho, que já chamava atenção pelos passes e dribles, também começou a brilhar com gols. Kayo avançou pela esquerda e cruzou para Gabriel Braga, que ajeitou de peito para Felipinho. O meia, praticamente da marca do pênalti, arrematou no canto direito: 2 a 0.

Três minutos depois, Gabriel Braga inverteu para Davi, livre de marcação. O atacante só rolou para Felipinho, que, novamente, finalizou fora do alcance do goleiro: 3 a 0.

Aos 29 minutos, Davi também guardou o dele. Ele foi acionado por Thiago, cortou para dentro e chutou com força. Guilherme Alneida estava no caminho da bola, mas espalmou para trás: 4 a 0, placar final.

RIO BRANCO
Alan; Patrik, Crepaldi, Wellerson e Leandro Guizi; Kayo, Rafael Cursino (Maranhão), Léo (Thiago) e Felipinho; Davi (Bismarck) e Gabriel Braga. Técnico: Marcos Campangnollo.

JOSEENSE
Guilherme Alneida; André, Vinícius (Guilherme William), Giovanni e Murilo (Otavio); Igor Ramos, Abraão, Igor Nazaret (Romildo) e Wilson; Leonardo e William. Técnico: Rafael Atilli.

GOLS: Rafael Cursino, aos 41’/1T, Felipinho, aos 17’/2T e 20’/2T, e Davi, aos 29’/2T.
CARTÕES AMARELOS: Kayo (Rio Branco); Igor Ramos, Giovanni, Abraão e Romildo (Joseense).
ÁRBITRO: Daniel Carlos Luciano Fernandes.
PÚBLICO: 274 pessoas.
RENDA: R$ 2.220,00.
LOCAL: Estádio Décio Vitta, em Americana (SP).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora