China perde, se complica na briga por vaga na Copa e vê Lippi pedir demissão


A seleção da China ficou em situação complicada na briga por uma vaga na Copa do Mundo de 2022 e sem técnico. Nesta quinta-feira, em Dubai, perdeu por 2 a 1 para a Síria, pela quinta das dez rodadas da segunda fase das Eliminatórias Asiáticas e ainda viu o treinador italiano pedir demissão do comando da equipe.

A derrota, a primeira no Grupo A, manteve a China na segunda posição, com sete pontos, a cinco da Síria. E o tropeço levou Lippi, campeão mundial em 2006 pela Itália, a sair do cargo, encerrando a sua segunda passagem pela seleção chinesa, sendo que estava apenas desde maio à frente da equipe.

Osama Omari abriu o placar para a Síria aos 19 minutos, e Wu Lei empatou aos 30. Mas a China ficou em desvantagem novamente, com o gol contra de Zhang Linpeng, aos 31 minutos do segundo tempo.

O Japão manteve sua campanha perfeita, com 12 pontos somados em quatro jogos no Grupo F, ao vencer o segundo colocado Quirguistão por 2 a 0, fora de casa, abrindo seis de vantagem na liderança. Minamino colocou os japoneses em vantagem ao converter pênalti aos 41 minutos do primeiro tempo, com Haraguchi sacramentando a vitória aos nove da etapa final.

A Coreia do Sul ocupa o primeiro lugar no Grupo H, apesar de só ter empatado por 0 a 0 com Líbano em Beirute. Devido a protestos antigovernamentais na cidade, as autoridades libanesas determinaram que o jogo fosse realizado com os portões fechados.

O Irã, tentando chegar à terceira Copa do Mundo consecutiva, caiu para o Iraque por 2 a 1 em Amã, na Jordânia. A segunda derrota consecutiva fez os iranianos ficarem em terceiro lugar no Grupo C, com seis pontos, a quatro dos líderes iraquianos. O Bahrein está em segundo, com oito, após empatar por 0 a 0 com Hong Kong.

A Austrália venceu a Jordânia por 1 a 0, graças a um gol no primeiro tempo de Adam Taggart. No topo do Grupo B, está com 12 pontos, cinco a mais do que o Kuwait, o segundo colocado.

Além de Síria, Austrália, Iraque, Japão e Coreia do Sul, Arábia Saudita, Catar, e Vietnã também lideram os grupos da segunda fase do qualificatório asiático. Omã, Bahrein, Kuwait e China são os quatro melhores segundos colocados e também estão se garantindo na terceira fase das Eliminatórias. E uma outra vaga ficaria com a Tailândia, pois o Catar já está garantido na Copa de 2022 como país-sede.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora