14 de setembro de 2021 Atualizado 17:30

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

SEGUNDA DIVISÃO

Rio Branco tenta revanche contra o seu único algoz na disputa da Bezinha

Tigre recebe o Mogi Mirim nesta quarta, três semanas após ter perdido para o adversário fora de casa

Por Rodrigo Alonso

14 set 2021 às 17:29 • Última atualização 14 set 2021 às 17:30

O Rio Branco terá uma oportunidade de revanche, nesta quarta-feira (15), contra o único time que conseguiu vencê-lo neste Campeonato Paulista Sub-23 Segunda Divisão, a popular Bezinha: o Mogi Mirim. Desta vez, o confronto será na casa do Tigre, em Americana.

A bola vai rolar a partir das 15 horas, no estádio Décio Vitta, pela sétima rodada da competição. Desde a última vez que se enfrentaram, três semanas atrás, Rio Branco e Mogi Mirim trilharam caminhos completamente distintos no torneio.

Nesse período, o Tigre somou quatro jogos sem derrota, com duas vitórias e dois empates. O Sapo, por outro lado, perdeu três vezes e empatou uma. Inclusive, o único triunfo do time na Bezinha foi, justamente, sobre o Rio Branco, em Mogi Mirim – a partida terminou com o placar de 1 a 0.

Time americanense atravessa um momento de ascensão no torneio – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

A equipe americanense ocupa a segunda colocação do Grupo 3, com 11 pontos, enquanto o adversário aparece na quinta e penúltima posição, com quatro.

Apesar dessa diferença, o técnico riobranquense, Bira Arruda, preza pelo respeito ao rival. “A expectativa é sempre a vitória. Não pode pensar diferente disso, embora sempre respeitando o adversário. Isso é o princípio para que a gente venha a somar três pontos”, disse.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

No entanto, ele também destacou a qualidade de seu time, que atravessa um momento de ascensão. Esse crescimento, segundo o treinador, é fruto de todo um trabalho realizado em conjunto pela comissão técnica, diretoria e atletas.

“Essa evolução partida a partida vem de forma automática, porque eles [jogadores] vêm executando aquilo que a gente coloca como conceito de jogo”, afirmou.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Nesta quarta, Bira voltará a dar uma chance para o zagueiro Rodrigo Silva, que vai substituir o suspenso Casão. O jogador já havia tido uma chance entre os titulares na vitória por 1 a 0 sobre a Itapirense, em Itapira, e agradou o comandante na ocasião.

“O Rodrigão já entrou suprindo a suspensão do Léo [Cruz] e foi muito bem. Então, a gente está esperando também que a nossa organização defensiva funcione da mesma maneira que vem funcionando”, comentou o técnico.

História
De acordo com o jornalista e historiador Gabriel Pitor, Rio Branco e Mogi Mirim mediram forças em 56 oportunidades na história, com 20 vitórias do Sapo, 17 do Tigre e 19 empates. As equipes já estiveram frente a frente em todas as divisões estaduais e, até mesmo, na Série C do Brasileiro.

Ficha técnica:

RIO BRANCO
Felipe Ramos; Pimentel, Léo Cruz, Rodrigo Silva e Bruno Franco; Crepaldi, Nicola e Luis Antonio; Rodney, João Celeri e Rodrigo Pelé. Técnico: Bira Arruda.

MOGI MIRIM
Alemão; Lucas, Negueba, Danilo e Léo; Pedro, William, Sorriso e Biteco; João Paulo e Luiz Henrique. Técnico: André Alves.

ÁRBITRO: Adriano de Assis Miranda.
LOCAL: Estádio Décio Vitta, às 15 horas, em Americana (SP).
TRANSMISSÃO: Rádio Clube (AM 580).

Publicidade