27 de janeiro de 2021 Atualizado 11:18

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Natação

Livro de Diogo Zoppi é indicado para prêmio internacional

Obra “Maratona Aquática: das piscinas às águas abertas” concorre no WOWSA Awards; votação é online e segue até o dia 31

Por Rodrigo Alonso

13 jan 2021 às 07:34 • Última atualização 13 jan 2021 às 08:56

O livro “Maratona Aquática: das piscinas às águas abertas”, do americanense Diogo Zoppi, está entre os indicados para o prêmio 2020 WOWSA (World Open Water Swimming Association) Awards, na categoria “Offering of the Year” (Contribuição do Ano).

Trata-se de uma premiação anual, que elege os destaques da natação em águas abertas. A lista de concorrentes foi divulgada pela associação na última quinta-feira.

Trabalho compete na categoria “Offering of the Year” e vencedor é eleito por voto popular – Foto: Divulgação

“Esse é o maior reconhecimento do esporte de maratona aquática a nível mundial existente”, disse Zoppi, que tem 35 anos.

O vencedor será escolhido por meio de voto popular. Para votar no livro do americanense, o interessado precisa acessar o link openwaterswimming.com/contestants/maratona-aquatica até o próximo dia 31.

Ultramaratonista aquático e treinador de natação, o escritor lançou a obra em outubro de 2020, com o objetivo de disseminar conhecimento sobre a modalidade. Disponível no site blogaguasabertas.com.br/nosso-livro, o trabalho conta com 267 páginas e 15 capítulos.

O conteúdo explica como iniciar no esporte e realizar a transição dos treinamentos em piscinas para as águas abertas, através de exercícios específicos, até chegar às competições.

O autor também ressalta questões ligadas à saúde nutricional e mental. Aborda ainda o cuidado com o meio ambiente nas praias. A produção começou em 2014. “Os capítulos contam com a participação de colaboradores de nutrição e de sustentabilidade”, apontou.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Ao todo, há 22 postulantes ao WOWSA Awards na categoria “Offering of the Year”. Todos são produtos ou serviços que impactaram positivamente a modalidade.

O livro de Zoppi é o único candidato exclusivamente brasileiro. Ele concorre com produções de outros dez países: Alemanha, Argentina, Austrália, Espanha, Estados Unidos, Irlanda, Israel, Japão, Reino Unido e Rússia.

Zoppi acumula pelo menos 20 anos de experiência como atleta e técnico. Tornou-se, em 2019, o nadador mais jovem a encarar a travessia do Leme ao Pontal, de 36 km. No ano passado, em Brasília, conquistou o título geral do desafio Jacanoá. A prova teve 32 km de distância.

“Sempre tem algo específico em cada travessia que penso ser um desafio. Eu treino, eu foco. Então, eu supero”, afirmou.

Publicidade