10 de maio de 2021 Atualizado 22:43

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Em prova com acidente espetacular, mexicano vence 2ª corrida da etapa do Texas

Por Agência Estado

02 Maio 2021 às 23:28 • Última atualização 03 Maio 2021 às 07:54

A Fórmula Indy realizou neste domingo a segunda corrida da rodada dupla da etapa do Texas, a terceira da temporada 2021, no Texas Motor Speedway, em Fort Worth. E na quarta prova do ano, um quarto vencedor diferente, com o mexicano Pato OWard levando a melhor, após superar o americano Josef Newgarden na parte final das 248 voltas.

O feito de OWard encerra dois jejuns: desde 2004 o México não vencia na Fórmula Indy, após o triunfo de Adrian Fernandez em Fontana. E esta é a primeira vez que a McLaren chega em primeiro desde Johnny Rutherford, em Atlanta, no ano de 1979. Além disso, o mexicano ganhou de presente um teste em Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, em um carro da Fórmula 1, como parte de uma aposta com o CEO da escuderia inglesa, Zak Brown.

Newgarden conseguiu se manter em segundo lugar e o americano Graham Rahal foi o terceiro colocado. O neozelandês Scott Dixon, vencedor da corrida do sábado e pole position neste domingo, dominou boa parte da prova, mas não resistiu ao melhor rendimento do trio à sua frente.

A prova foi marcada por um grande acidente logo no início envolvendo sete carros, com o americano Conor Daly chegando a capotar. O pole Scott Dixon foi bem lento lá na frente e, lá atrás, o brasileiro Pietro Fittipaldi tocou a traseira de Sébastien Bourdais antes da largada, com o francês rodando e dando no meio do também americano Alexander Rossi. Tudo depois foi o chamado efeito dominó, com Ed Jones, Tony Kanaan, Daly e Dalton Kellett também se acertando na confusão.

A cena de Daly foi a mais preocupante de todas, mas o americano saiu bem do carro, sem arranhões. No entanto, perda total para todos os envolvidos menos Kanaan, que conseguiu levar a sua Ganassi aos boxes, ainda que danificada. No final obteve a 15.ª colocação. Do 14.º lugar para trás, quase todo mundo se envolveu na batida. Apenas Felix Rosenqvist, James Hinchcliffe, Ryan Hunter-Reay e Ed Carpenter conseguiram escapar ilesos.

Enquanto a intensa limpeza da confusão na pista era feita, os pilotos iam se explicando. No rádio, Will Power e Graham Rahal reclamaram da lentidão de Dixon, puxando a fila. Bourdais se queixou, em entrevista à emissora de TV americana NBC, do toque dado por Pietro Fittipaldi, que não conseguiu terminar a prova.

Depois da maratona inicial da temporada 2021, a Fórmula Indy ganha um final de semana de descanso antes da correria tradicional de maio, que começa com o GP de Indianápolis 1, no próximo dia 15.

Publicidade