21 de outubro de 2020 Atualizado 11:29

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Gênesis

Yana Sardenberg: garota interrompida

Com os trabalhos suspensos pela pandemia, atriz se prepara para se dedicar plenamente à camponesa Herit

Por TV Press

27 set 2020 às 09:54

Há oportunidades que chegam para alguns atores como verdadeiros presentes divinos. Como quando Yana Sardenberg recebeu o convite para integrar o elenco de “Gênesis”, próxima novela bíblica inédita da Record. Era dia 24 de dezembro, ou seja, em pleno Natal, quando o telefone da atriz tocou e uma produtora de elenco falou com ela sobre o trabalho. “Maior presente não teve. O arco da personagem é muito interessante. Começa de um jeito e termina completamente diferente”, conta.

Na história, Herit é uma mulher muito determinada, forte e apaixonada por seu marido, Shareder, que será interpretado por Paulo Verlings. “A história se desdobra e muitas emoções acontecem na vida dela. Só isso que posso dizer”, desconversa, sem poder dar muitos detalhes sobre a trama.

Yana faz sua estreia no gênero bíblico em “Gênesis” – Foto: Divulgação

A preparação já tinha começado em janeiro, no Rio de Janeiro. Yana até mudou o visual e tirou as medidas para o figurino. “Mas tudo parou por conta da pandemia. Tenho lido muito sobre a história do Egito, a cultura, os costumes e como era a vida deles naquela época. Vendo muitos filmes e lendo livros”, diz.

A quarentena imposta pela pandemia do novo coronavírus pegou a equipe de surpresa. E acabou mexendo com o emocional da carioca, que completou 30 anos na última semana.

“Fiquei triste no início, mas esperançosa. Porém, ao longo dos meses, fui ficando extremamente preocupada com tudo”, confessa Yana, que sempre teve plena consciência do momento que estava vivendo. “Eu entrei em um movimento de ajudar muita gente. Por meu pai ser médico, via de perto toda a situação acontecendo”, entrega.

A expectativa é de que as gravações de “Gênesis” sejam retomadas até o final de outubro. Para isso, a Record tem a seu favor toda a experiência com os protocolos de segurança colocados em prática para a finalização de “Amor Sem Igual”, atualmente no ar. A estreia ficou para janeiro de 2021, mas ainda sem uma data definida.

AS FIVES
Antes disso, porém, será possível ver Yana em outro programa inédito. No dia 12 de novembro, o Globoplay passará a disponibilizar aos assinantes os episódios de “As Five”, série da qual a atriz também participou, gravada antes da pandemia.

“Foi incrível. Viver a Jeniffer, uma ‘camgirl’ sedutora e dona de si, foi uma experiência única. Adianto que vou estar bem diferente”, antecipa ela, sobre o “spin off” de “Malhação – Viva a Diferença”.

“Gênesis” é, para Yana, uma grande novidade. É que o folhetim é como sua estreia no gênero bíblico. Não chega a ser o primeiro do qual participou, afinal, ela interpretou Tiatira na reta inicial de “Apocalipse”, exibida em 2017 e reprisada recentemente pela Record, antes de Carla Marins assumir o papel nas fases seguintes.

Enquanto não chega a hora de mergulhar nesse universo, ela aproveita para relembrar a primeira novela da qual participou, “Floribella”, que está sendo reexibida pela Band.

“Tem 15 anos, é muito tempo. O mais legal de tudo é ver os jovens da época, já crescidos, virem me encontrar nas redes sociais e dividindo todos os momentos que viveram junto com a novela na época”, fala Yana, que tem outras produções infantis no currículo. Ela participou, na Globo, do “TV Globinho” e do “Gente Inocente”, além de “Teca na TV”, no Futura.

Publicidade