12 de junho de 2024 Atualizado 19:50

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

crime

Dez cães em situação de maus-tratos são localizados em casa no Centro de Sumaré

Um dos cachorros estava debilitado e tinha dificuldades em se levantar; mãe e filho foram levados à Polícia Civil

Por Cristiani Azanha

21 de maio de 2024, às 07h49 • Última atualização em 21 de maio de 2024, às 08h02

Uma denúncia anônima recebida em uma rede social do vereador Alan Leal (PRD) ajudou na localização de dez cães em situação de maus-tratos, em uma casa no Jardim Alvorada, no Centro de Sumaré, no início da noite desta segunda-feira (20). A GCM (Guarda Civil Municipal) deteve a moradora do imóvel, de 64 anos, e o filho dela, de 41.

Animais estavam em imóvel na região central de Sumaré – Foto: Divulgação

O parlamentar disse que cinco cães foram levados, provisoriamente, para a sede da Secretaria de Proteção e Bem-Estar Animal de Sumaré, e os demais para a ONG Amor de Bicho, em Campinas.

“Um dos animais mal consegue levantar. Suspeitamos que está com a doença do carrapato e com poucas chances de sobreviver”, disse Alan.

Segundo ele, no quintal da casa também foi encontrada a cabeça de um filhote, que possivelmente foi devorado pelos demais.

Normal

“Questionada sobre as partes dos animais, a mulher disse que era normal, pois geralmente um dos cães comia os filhotes. Inclusive, esse animal apontado por ela está com pelos que não são tosados há anos”, completou Alan.

“Pelo o que percebemos, os animais não eram castrados. A casa fica perto da sede do Bem-Estar, que faz atendimento gratuito, e na cidade também temos mutirão de castrações de graça, mas ela disse que não sabia”, ressaltou o vereador.

De acordo com os agentes, no imóvel havia apenas água. Os animais devoraram cerca de 5 kg de rações levadas ao local.

“Inclusive, quando chegamos na casa, surpreendemos o homem batendo nos animais com um cabo de vassoura. Ele alegou que os cães estavam brigando, mas não presenciamos nenhuma briga”, concluiu Alan.

Os dois suspeitos, mãe e filho, foram levados ao plantão policial, onde o homem de 41 anos foi preso em flagrante por maus-tratos. Já a mãe dele, de 64 anos, foi liberada.

Publicidade