‘Tempo todo falou que ia me matar’, diz refém de assalto em shopping

Empresário foi rendido por bandidos que assaltaram a loja de celulares do Tivoli Shopping, na manhã desta segunda-feira


“Tempo todo falou que ia me matar, que ia matar as funcionárias da loja”. O relato é de um empresário de 30 anos que foi feito refém durante o assalto na loja da Vivo, dentro do Tivoli Shopping, em Santa Bárbara d’Oeste, na manhã desta segunda-feira (3). Três homens armados renderam os funcionários e o segurança do shopping durante a ação.

O empresário contou ao LIBERAL que tinha acabado de sair da agência do banco Santander, que fica em frente a Vivo, quando os assaltantes chegaram, por volta das 10h30. Ele acredita que foi abordado por ter visto a aproximação dos criminosos. Um segurança do Tivoli também foi rendido na ação.

Foto: Divulgação
Ladrões assaltaram a loja da Vivo no Tivoli Shopping

“Aí o cara encostou uma pistola na minha barriga e me jogou pra dentro da loja. Aí eu fiquei sentado, os ‘caras’ muito violentos. O tempo todo falou que ia me matar, que ia matar as funcionárias”, disse o homem.

Ainda segundo relato do empresário, um dos assaltantes ficou na porta da loja e outro foi até o cofre com a gerente da loja, onde subtraiu diversos celulares. O terceiro ficou vigiando os reféns com a arma apontada. Uma das funcionárias teria passado mal e desmaiou.

Após saírem da loja, os assaltantes teriam efetuado um disparo na parte externa do shopping. Eles fugiram em um Renault Sandero prata, que foi abandonado e apreendido pela PM (Polícia Militar), que realiza buscas para localizar os suspeitos. O helicóptero Águia também sobrevoa a região para auxiliar nas buscas.

“Primeira vez que passei por um negócio desse. Você não imagina que vai ser assaltado às 10h30 dentro de um shopping. É um absurdo. E ainda eles renderam o segurança (do shopping). Ficou junto com a gente rendido”, disse a vítima.

O caso será registrado no 2º DP (Distrito Policial) de Santa Bárbara d’Oeste. Até a publicação desta reportagem, ainda não havia um balanço de quantos aparelhos foram levados. Ninguém foi preso até o momento.

O Tivoli Shopping informou, através de sua assessoria de imprensa, que está tomando as providências necessárias e dando suporte ao lojista envolvido no ocorrido. “O empreendimento está funcionando normalmente e a direção está à disposição das autoridades para quaisquer esclarecimentos”, traz a nota.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora