Sessões terão novo sistema de filmagem em Santa Bárbara

As transmissões serão realizadas através de câmeras robóticas, operadas por apenas um funcionário, e não mais com um operador para cada aparelho


As sessões da Câmara de Santa Bárbara terão um novo sistema de filmagem em 2020. As transmissões serão realizadas através de câmeras robóticas, operadas por apenas um funcionário, e não mais com um operador para cada aparelho.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

O pregão presencial foi realizado no dia 19 e duas empresas apresentaram propostas, das quais a melhor foi de R$ 87,4 mil por mês. A documentação ainda está sendo analisada para eventual contratação.

Foto: Câmara de S.Bárbara / Divulgação
Sessões da Câmara Municipal de Santa Bárbara d’Oeste terão novo sistema de filmagem

De acordo com o presidente da Casa, Felipe Sanches (PSC), o novo modelo trará economia, já que é inferior ao atual contrato (R$ 120 mil por mês) e não prevê gastos adicionais para sessões extraordinárias e demais eventos.

Processos

A Mesa Diretora da Câmara de Santa Bárbara d’Oeste pretende dar início a um estudo em 2020 para tornar 100% digital a comunicação com a prefeitura no que diz respeito a processos administrativos. A ideia é extinguir o envio de documentos físicos.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

Internamente, os procedimentos da Casa já são feitos de forma digital. Os gabinetes encaminham para o protocolo interno arquivos com os projetos, indicações e moções, mas ainda é necessário imprimir para encaminhar para a prefeitura.

Os vereadores pretendem discutir com o Governo Denis um sistema para que esses documentos possam ser recebidos digitalmente.

Revisão de planta prevê implantação de auditório

A revisão da planta do prédio da Câmara de Santa Bárbara d’Oeste deve ser concluída em 2020, segundo a Mesa Diretora. Uma das mudanças que ela trará será a implantação de um auditório com capacidade para até 70 pessoas. A expectativa é que o espaço seja entregue no ano que vem.

O auditório será criado a partir da unificação das salas de licitação e almoxarifado, o que fará com que os funcionários desse último setor sejam transferidos para outro cômodo.

O novo espaço será utilizado para realização das próprias licitações e demais eventos, tanto do próprio Legislativo quanto de entidades filantrópicas e assistenciais da cidade.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora