27 de maio de 2022 Atualizado 20:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

De volta

Radares de Santa Bárbara aplicaram 167 multas por dia em 1º mês de operação

Ao todo, foram registradas 5.113 infrações por excesso de velocidade e 68 por avanço de sinal vermelho

Por Redação

16 Janeiro 2022, às 08h50 • Última atualização 16 Janeiro 2022, às 09h08

Radar na Avenida Santa Bárbara fiscalização e motoristas atentos - Foto: Marcelo Rocha - O Liberal.JPG

Um mês após a reinstalação dos radares em Santa Bárbara d’Oeste, 5.181 multas foram aplicadas por excesso de velocidade e avanço do sinal vermelho. O total corresponde a 167 infrações registradas por dia no município entre os dias 10 de dezembro de 2021 e 10 de janeiro de 2022. Os números foram levantados pela Secretaria Municipal de Segurança, Trânsito e Defesa Civil, a pedido do LIBERAL.

Do total de multas aplicadas, 5.113 têm como motivo velocidade mais alta do que o permitido, o que pode render punições de R$ 130 a R$ 880 e até suspensão da CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Outras 68 multas foram a motoristas que não respeitaram o sinal vermelho, infração gravíssima que prevê multa de R$ 293,47 e sete pontos na carteira.

“Os motoristas precisam ter mais cautela e andar dentro dos limites de velocidade”, afirmou o secretário da pasta, Rômulo Gobbi. Ele diz acreditar que o número de infrações deve diminuir nos próximos dias porque os moradores ainda estão se adequando à volta dos aparelhos, que ficaram por mais de um ano desligados na cidade por conta de um imbróglio judicial envolvendo as duas empresas que disputavam a licitação para operar o serviço.

A fiscalização voltou a funcionar apenas em dezembro de 2021. Hoje, a cidade conta com 18 pontos de radar instalados em sete avenidas diferentes: Santa Bárbara, São Paulo, Prefeito Isaías Romano, Corifeu de Azevedo Marques, Bandeirantes, Alfredo Contatto e Amizade. Os limites de velocidade variam entre 50 e 70 km/h.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“É importante ressaltar que o principal objetivo [da instalação dos radares] é oferecer mais segurança para motoristas e pedestres. Os equipamentos cumprem o papel de fiscalizar a velocidade dos veículos e são necessários para a redução de acidentes”, afirmou o secretário.

Questionada pelo LIBERAL sobre os valores que podem ser arrecadados com esse volume de infrações, a prefeitura respondeu que o cálculo ainda é inviável uma vez que os condutores podem entrar com recurso.

Publicidade