03 de dezembro de 2020 Atualizado 16:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Uso de máscara será obrigatório em ônibus da EMTU a partir de 4 de maio

Medida anunciada pelo Estado nesta quarta afeta linhas intermunicipais em Americana e região; governador espera que prefeituras decretem obrigatoriedade para linhas urbanas

Por Rodrigo Alonso

29 abr 2020 às 14:43 • Última atualização 29 abr 2020 às 16:12

O governo de São Paulo vai tornar obrigatório, a partir do dia 4 de maio, o uso de máscara no transporte público gerido pelo Estado.

A informação foi revelada pelo governador João Doria (PSDB) nesta quarta-feira, em entrevista coletiva.

A medida vale apenas para passageiros que circulam em ônibus sob responsabilidade do Estado, o que inclui as linhas intermunicipais da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), ônibus interestaduais, metrôs e trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

Na região, a EMTU opera linhas intermunicipais entre Americana, Santa Bárbara d’Oeste, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia e Campinas.

Ônibus do transporte intermunicipal que faz linha entre Americana e Nova Odessa – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

O governador espera que outros municípios do Estado também adotem essas regras para linhas urbanas.

“Tenho certeza de que essa medida será seguida também por decretos municipais dos demais prefeitos do Estado de São Paulo”, afirmou.

O prefeito Bruno Covas (PSDB), de São Paulo, afirmou que a capital adotará a medida.

A determinação também se estende para táxis e transportes por aplicativo. Tanto motoristas como passageiros deverão usar máscara.

“O motorista estará apto a negar a corrida ou o serviço de transporte ao passageiro que não estiver portando máscara”, disse Doria.

O governador João Doria, durante coletiva de imprensa sobre a crise do coronavírus – Foto: Governo de São Paulo_29.04.2020

Em caso de descumprimento, as empresas responsáveis pelos serviços serão advertidas por escrito e, se houver reincidência, receberão uma multa.

Os usuários que não estiverem com máscara, por sua vez, ficarão sujeitos apenas a uma advertência verbal.

A fiscalização será feita pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo). Segundo Doria, o governo publicará um decreto com essas determinações no Diário Oficial desta quinta-feira (30).

Publicidade