Três são presos por furto de faca, desodorantes, caldo de carne e bolacha

As ocorrências aconteceram em Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara e foram atendidas pela Guarda Municipal e pela Polícia Militar


Três ocorrências de furto em estabelecimentos comerciais foram registrados em Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste nesta segunda-feira (10). Nos três casos, foram furtados uma faca, seis frascos de desodorante, um tablete de caldo de carne e um pacote de bolacha.

O primeiro caso aconteceu em Nova Odessa, por volta das 15h30, quando um desempregado de 27 anos furtou uma faca avaliada em R$ 10 de uma loja na Rua Rio Branco. Um funcionário percebeu, pelas câmeras de segurança, que o desempregado pegou a faca e saiu sem pagar.

A Guarda Civil Municipal foi chamada e o suspeito foi encontrado na Rua Rio de Janeiro, por volta das 19h10. Questionado, o homem disse que vendeu a faca por R$ 15 e comprou pinga, um pouco de cocaína e cigarros. Ele foi levado para a CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Americana, foi interrogado e ficou preso porque não tinha dinheiro para pagar a fiança de R$ 998, que foi estabelecida pelo delegado.

Em Americana, por volta das 16h30, uma desempregada de 25 anos entrou em um supermercado na Avenida Nossa Senhora de Fátima e colocou seis frascos de desodorante na bolsa, cada um com preço de R$ 9,70. Ao passar pelo caixa, a mulher apresentou apenas um iogurte.

Ela foi abordada por um funcionário do mercado que flagrou a ação dela por meio das câmeras de segurança. Primeiro ela disse que os desodorantes haviam sido comprados em uma farmácia, depois disse que tinha ganhado, mas acabou levada para a delegacia, onde foi indiciada por furto. Foi arbitrada fiança para ela responder ao crime em liberdade, mas ela é moradora de rua e não tinha dinheiro para pagar o valor de R$ 998.

Em Santa Bárbara d’Oeste, um desempregado de 43 anos arrombou o portão lateral de um mercado na Avenida do Comércio e furtou um caldo de carne, com preço de R$ 6, e um pacote de bolacha, avaliado em R$ 3,90.

Uma testemunha presenciou a ação e avisou a Guarda Civil Municipal, que localizou o homem na Rua da Borracha. Questionado, ele disse que tinha achado os alimentos em uma lixeira, mas imagens das câmeras de segurança do comércio mostraram que ele tinha cometido o furto.

O homem foi levado para delegacia e indiciado por furto qualificado. Como houve arrombamento, o delegado de plantão não lhe deu o direito à fiança criminal.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora