06 de junho de 2020 Atualizado 08:06

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Região

Região chega a 302 casos de coronavírus e tem 23 óbitos

Número de pessoas contaminadas pela doença pode ser ainda maior já que a maior parte dos infectados são assintomáticos

Por Marina Zanaki

15 Maio 2020 às 08:43 • Última atualização 15 Maio 2020 às 08:44

A RPT (Região do Polo Têxtil) passou dos 300 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) nesta quinta-feira. No total, 23 pessoas morreram em decorrência da doença. Contudo, o número de pessoas contaminadas pode ser ainda maior na região.

O motivo é que só há indicação para realização de testes para pacientes internados e profissionais de saúde. Há ainda a possibilidade de realizar testes em laboratórios particulares mediante encaminhamento médico.

limpeza hipoclorito hortolandia – Foto: Prefeitura de Hortolândia / Divulgação

Cidade com mais casos confirmados na região, Hortolândia teve 102 resultados positivos, mas contabiliza 742 pessoas que apresentaram quadro de síndrome gripal leve. Para esses pacientes, não há indicação de realização de testes.

O infectologista Arnaldo Gouveia Junior, que faz parte do Comitê de Crise da Prefeitura de Americana, lembrou que boa parte das pessoas contaminadas não apresenta nenhum sintoma.

“A gente sabe que está testando só dois tipos de pessoas, ou quem está doente, bem sintomática, ou profissionais de saúde que tiveram contato. É uma fração minúscula do número real de casos”, afirmou o médico na quarta, em entrevista ao LIBERAL.

Nesta quinta, foram oito novos casos confirmados por exames na região, dos quais um paciente morreu. A vítima era um homem de 104 anos, morador de Sumaré e que sofria de comorbidades.

Ele estava internado no AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Campinas e morreu no dia 5 de maio. O resultado foi recebido ontem pela prefeitura.

Além deste caso, Sumaré teve seis novos positivos e chegou a 99 confirmados. Os pacientes são duas mulheres de 30 e 46 anos; e quatro homens, de 43, 56, 53 e 36 anos. Este último é um paciente que sofre de comorbidade e está internado na Unimed Campinas.

A Vigilância Epidemiológica de Americana recebeu, nesta quinta, a confirmação de mais um caso e chegou a 61 positivos. O paciente é um homem de 35 anos que está em isolamento domiciliar. Ele realizou o teste em laboratório particular.

As cidades de Hortolândia, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste não tiveram atualizações de casos positivos. Elas contabilizam, respectivamente, 102, 17 e 23 confirmações.

A marca de 300 casos foi alcançada nove dias após a região ter chegado aos 200 casos, em 5 de maio. O primeiro caso do coronavírus na região foi confirmado em dia 20 de março, em Hortolândia. Levou 34 dias para que os 100 primeiros casos positivos fossem alcançados. Depois de 11 dias, o número havia dobrado para 200.

Em abril, dois fatores contribuíram para o aumento nos diagnósticos – a chegada dos testes rápidos aos laboratórios particulares e a força-tarefa realizada pelo Instituto Adolfo Lutz para zerar a fila de exames aguardando resultado.