28 de fevereiro de 2024 Atualizado 16:20

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

BANDEIRANTES

Polícia Rodoviária prende quarteto com oito catalisadores furtados na região

Militares se depararam com o grupo após receberem informações sobre crimes em Americana, Nova Odessa e Sumaré

Por Rodrigo Alonso

01 de dezembro de 2023, às 13h14 • Última atualização em 01 de dezembro de 2023, às 18h14

Catalisadores estava dentro do carro usado pelos suspeitos - Foto: Polícia Militar Rodoviária/Divulgação

A Polícia Militar Rodoviária prendeu na manhã desta sexta-feira (1º), na Rodovia dos Bandeirantes (SP-348), em Itupeva, quatro homens com oito catalisadores que teriam sido furtados em cidades da RPT (Região do Polo Têxtil).

Os catalisadores aparentavam, pelo corte, terem sido removidos havia pouco tempo, pois não apresentavam sinais de ferrugem, segundo a Polícia Rodoviária.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

As peças estavam dentro do carro ocupado pelo quarteto, um Jeep Compass, onde também havia uma serra elétrica e um macaco hidráulico, utilizado na elevação dos veículos para a extração dos catalisadores.

A Polícia Rodoviária se deparou com o carro na altura do km 73, por volta das 10h, após ter recebido informações de que ocupantes de um Jeep Compass furtaram peças de veículos nos municípios de Americana, Sumaré e Nova Odessa.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região.

Durante a abordagem dos militares, os suspeitos disseram que compraram os catalisadores de um desmanche de veículos e de pessoas aleatórias. Eles afirmaram que planejavam revender as peças em São Paulo, ainda de acordo com a corporação.

Em alguns casos, os criminosos procuram pelos metais raros que compõem o catalisador, como paládio e platina, que são chamados popularmente como “pó de ouro”, por conta do alto valor que são comercializados no mercado clandestino.

A equipe policial levou o quarteto, o veículo, as peças e os equipamentos para a CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Vinhedo. Uma vítima de Cajamar foi identificada. Os quatro foram presos por receptação.

Publicidade