03 de dezembro de 2021 Atualizado 22:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

SEGURANÇA

Penitenciárias da região receberão tecnologia antidrone

Agentes das unidades de Americana, Hortolândia e Sumaré estão em treinamento para o uso do equipamento

Por Stela Pires

24 nov 2021 às 07:24 • Última atualização 24 nov 2021 às 08:24

As penitenciárias da RPT (Região do Polo Têxtil) vão receber a tecnologia antidrone para combater o uso desses equipamentos para o envio de celulares, drogas e quaisquer ilícitos para detentos custodiados nos presídios.

Aparelho interrompe conexão do drone – Foto: SAP / Divulgação

Segundo o diretor regional do Sindasp (Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária), Carlos Rufino, agentes das unidades de Americana, Hortolândia e Sumaré estão em treinamento para operar os novos dispositivos, mas ainda não há informação de quantidade de equipamento destinadas a cada unidade prisional.

Os equipamentos, que são de origem australiana, são capazes de interceptar drones a uma distância de mais de mil metros. Os dispositivos interferem no link de dados, fazendo com que a comunicação entre o infrator e o drone seja interrompida e o profissional operador do antidrone assuma imediatamente o seu controle, podendo fazê-lo voltar à origem, forçar sua descida ou mantê-lo em voo estacionário. 

De acordo com a SAP (Secretaria da Administração Penitenciária, as forças de segurança de São Paulo serão as primeiras do País a utilizar a nova solução.

Publicidade