Oito meses depois, Cross ainda está ‘em análise’

A Cross Regional foi anunciada para atender pacientes de 42 municípios da região de Campinas


Anunciada em outubro do ano passado com o objetivo de acelerar os trâmites para encaminhamentos de pacientes a vagas em hospitais, a Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde) de Campinas ainda não saiu do papel. A previsão era que ela entrasse em funcionamento em dezembro.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o núcleo está “em análise”. “A obra não foi realizada dentro do prazo indicado pela gestão anterior em função da obrigatoriedade de respeitar trâmites exigidos para intervenções no imóvel, por se tratar de local tombado pelo patrimônio histórico”, explicou a pasta, sem informar uma nova data para sua inauguração.

A Cross Regional foi anunciada para atender interruptamente pacientes de 42 municípios da região de Campinas. O LIBERAL mostrou, em abril, que a espera para vagas em serviços oncológicos pode levar mais de 60 dias pela Cross. Legislação federal garante esse prazo para início de tratamentos contra o câncer a partir do diagnóstico. Além de serviços oncológicos, a Cross regula também vagas em UTI (Unidade de Terapia Intensiva), cirurgias, hemodiálise e tratamentos diversos, incluindo urgência e emergência.

“A assistência a pacientes da região continua sendo realizada pela Cross, que possui um sistema online que funciona 24 horas por dia e busca vaga disponível em várias unidades (não apenas nos hospitais estaduais), na região de origem do paciente e, eventualmente, em todo o Estado, conforme o recurso necessário”, informou a Secretaria Estadual.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora