27 de Maio de 2020 Atualizado 22:54

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Região

Doria descarta reabertura de academias e salões de beleza no Estado

Governador e Comitê de Saúde apontam que não há condições sanitárias para autorizar a reabertura desses segmentos “com segurança” no Estado de São Paulo

Por André Rossi

13 Maio 2020 às 12:53 • Última atualização 13 Maio 2020 às 14:47

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (13) que não vai autorizar a reabertura de academias e salões de beleza no Estado durante a quarentena para combater a proliferação do novo coronavírus (Covid-19).

A possibilidade surgiu após o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), publicar um decreto, na segunda-feira (11), incluindo os segmentos como essenciais. Porém, a decisão final cabe aos Estados e municípios, segundo entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal) com base na Constituição Federal.

Em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, Doria afirmou que o Comitê de Saúde e o secretário de Saúde, José Henrique Germann, apontam que ainda não há condições sanitárias para autorizar a reabertura de academias e salões de beleza “com segurança” no Estado.

“Respeitamos todos os profissionais que atuam em academias, institutos de beleza, assim como barbearias e manicures. Profissionais que merecem todo o nosso respeito, mas o nosso maior respeito por esses profissionais é garantir a sua via, sua saúde”, disse Doria.

O tucano reforçou que o Comitê Econômico do Estado trabalha em conjunto com os prefeitos para definir a elaboração de protocolos de reabertura do comércio para quando a quarentena terminar no dia 31 de maio. Até lá, nenhuma modificação será realizada.

“Isso é valido para todo o estado, inclusive os municípios. E com diálogo e entendimento, bom senso e princialmente respeito a saúde, vamos elaborar os protocolos para a segunda etapa depois desta quarentena”, explicou Doria.

As cinco cidades da RPT (Região do Polo Têxtil) aguardavam o posicionamento do Estado para definir o que seria feito em relação ao decreto presidencial. A expectativa é de que as prefeituras se manifestem ainda hoje sobre o caso.

Podcast Além da Capa
A quarentena decretada no Estado de São Paulo para combater a proliferação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) completa 50 dias nesta semana. Com as restrições impostas, muitas pessoas tiveram a rotina, hábitos e até o convívio familiar alterado. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o repórter André Rossi, que ouviu moradores da região para entender como a pandemia mudou a dinâmica de suas vidas.