27 de novembro de 2020 Atualizado 10:47

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Retomada 21/22

Doria anuncia duplicação de malha ferroviária em Americana e Sumaré

O anúncio faz parte do plano estadual “Retomada 21/22”, com previsão de gerar 134 mil empregos diretos e indiretos

Por Marina Zanaki

19 out 2020 às 14:28 • Última atualização 19 out 2020 às 14:31

O governador João Doria (PSDB) anunciou a duplicação da malha ferroviária nos trechos que passam por Americana e Sumaré. A obra faz parte de um pacote de R$ 6 bilhões de investimentos na reestruturação da malha ferroviária do Estado de São Paulo.

O empreendimento será realizado pelo Grupo Rumo Logística. Até a publicação desta reportagem não havia mais detalhes sobre as obras na região.

O anúncio faz parte do Retomada 21/22, plano anunciado na última sexta-feira (16) para impulsionar a economia do Estado. A modernização vai gerar 134 mil empregos diretos e indiretos ao longo da concessão.

O anúncio faz parte do plano “Retomada 21/22”, do governo estadual – Foto: Governo do Estado de São Paulo

Grande parte das obras deverá ser concluída nos seis primeiros anos e vai proporcionar a expansão de capacidade da ferrovia de 35 milhões para 75 milhões de toneladas por ano.

“É a maior ampliação do transporte ferroviário do estado de São Paulo dos últimos 50 anos e é o primeiro grande anúncio do plano de retomada da economia 21/22”, disse Doria.

Estão previstas duplicações e reativações de trechos, ampliação de pátios, modernização da via e melhora na mobilidade nas cidades cortadas pela ferrovia (contornos ferroviários, viadutos, passarelas). Serão beneficiados 72 municípios.

“Esta ação solidifica a posição do Estado de São Paulo como principal corredor de exportação do agronegócio brasileiro, levando desenvolvimento e geração de emprego e renda para o Estado e, obviamente, gerando benefício concreto para todo o País”, completou o governador.

“Com os investimentos e modernização da Malha Paulista, São Paulo volta ao protagonismo como principal eixo de ferrovia do país”, destacou João Alberto Abreu, Presidente da Rumo.

A Malha Paulista é uma das mais diversificadas do País, sendo responsável pelo transporte de soja, farelo de soja, milho, açúcar, combustíveis, fertilizantes, celulose, minérios e contêineres.

Veja abaixo algumas obras anunciadas:

1) Ampliação e implantação de pátios de cruzamento entre Rubinéia e Itirapina;
2) Duplicação de trechos entre Itirapina, Boa Vista Velha e Perequê, passando por municípios como Sumaré, Limeira, Rio Claro e Americana;
3) Retirada de oficina de manutenção da área urbana de Araraquara;
4) Retirada de oficina de manutenção da área urbana de Rio Claro;
5) Contorno ferroviário atendendo os municípios de Mirassol, São José do Rio Preto e Cedral. O contorno ferroviário que ficará a 10 km da área central de São José do Rio Preto. Serão feitas 25 obras de artes (5 pontes e 20 viadutos ferroviários);
6) Contorno ferroviário em Catanduva: serão cerca de 18 km de trilhos e um novo pátio;
7) Reativação do ramal ferroviário Colômbia-Pradópolis (158,6 km), que passa por entroncamentos logísticos em Bebedouro e Barretos;
8) Reativação do ramal ferroviário Panorama-Bauru (369,1 km), que atravessa cidades importantes como Bauru e Dracena;
9) Passarelas, viadutos e pontes (rodoviárias e/ou ferroviárias) em várias cidades paulistas.

Publicidade