Curso de delegados ‘força’ reestruturação em delegacias

Quatro agentes da Seccional de Americana não podem atuar até dezembro, já que estão em capacitação para subirem de classe na carreira


A participação de quatro delegados de Americana e Nova Odessa em um curso para subirem de classe na carreira, que começou em 15 de abril e vai até dezembro, forçou uma reestruturação na Delegacia Seccional de Americana. Os agentes não podem atuar durante o período, já que precisam estar em São Paulo para a capacitação.

A principal consequência é que todos os flagrantes ocorridos em Nova Odessa durante à noite, finais de semana e feriados passaram a ser registrados na CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Americana, e não mais na própria cidade. A informação foi confirmada pela SSP (Secretaria de Segurança Pública).

Os quatro delegados são de 1ª classe, que é o terceiro nível hierárquico dentro da função. Após o curso, eles serão promovidos para a classe especial, última etapa antes da quinta categoria, que é de delegado geral de polícia. Há evolução na remuneração.

Três delegados atuavam em Americana: Antonio Donizete Braga, Claudinei Albino e Sandra Aparecida Santarosa. Já em Nova Odessa, o delegado titular Claudio Eduardo Nogueira Navarro teve que se afastar do posto.

Com o remanejamento, o delegado Robson Gonçalves Oliveira, que atuava na CPJ, foi transferido para Nova Odessa. O LIBERAL entrou em contato com ele, que preferiu não comentar o caso.

A delegada seccional de Americana, Martha Rocha, afirmou que a readequação ocorreu para agilizar o atendimento aos flagrantes. “Um dos motivos realmente é a ida de quatro delegados para o curso superior de polícia”, disse.

A assessoria da SSP confirmou o remanejamento e a presença dos delegados no curso, mas reforçou que a decisão não está atrelada só a esse fator.

“A Central de Flagrantes de Americana, dentro da CPJ, foi inaugurada em 2014 para agilizar o processo de registro das ocorrências e o retorno dos policiais ao patrulhamento. Desde o último dia 15 de abril, ela está concentrando os registros de flagrante de Nova Odessa realizados à noite, finais de semana e feriados. A delegacia de Nova Odessa segue operando normalmente”, traz a nota.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora