Anunciada pelo Estado, campanha contra febre amarela não ocorre

Prefeituras das cinco cidades da Região do Polo Têxtil afirmam que não foram informadas pela Secretaria Estadual de Saúde sobre ação de vacinação


Anunciada pela Secretaria Estadual de Saúde na última sexta-feira, a campanha de vacinação contra febre amarela não está ocorrendo na região. O motivo é que as prefeituras não foram informadas oficialmente da ação, que começaria nesta segunda-feira.

Questionada pela reportagem, a pasta estadual voltou a garantir que todos os municípios foram informados da campanha, mas não indicou em qual dia isso ocorreu.

As doses contra febre amarela estão disponíveis o ano todo nas unidades de saúde, e podem ser tomadas por toda a população. Contudo, a Secretaria lançou a campanha com o objetivo de ampliar cobertura vacinal em todo o Estado, atualmente em 71%. Como o Estado de São Paulo tem recomendação da vacina, a meta é chegar a 100% de cobertura.

Foto: Rovena Rosa - Agência Brasil
Em Americana, funcionários de três postos disseram que não receberam comunicado

A reportagem percorreu os postos de saúde do Mathiensen, Jardim São Paulo e Parque da Liberdade, em Americana. Em nenhum deles está ocorrendo campanha, apesar de as doses estarem disponíveis à população. Os funcionários informaram que não receberam nenhum comunicado da campanha.

“Achei estranho quando vi a notícia, a gente sempre fica sabendo antes de sair na imprensa quando vai ter campanha”, comentou a servidora de uma unidade que não se identificou.

Americana, Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré disseram que não foram informadas sobre a campanha. “De acordo com a Unidade de Vacina, órgão ligado à Vigilância Epidemiológica, a Campanha de Sarampo e Febre Amarela será apenas na Capital. Não é para nós do interior paulista”, completou a Prefeitura de Nova Odessa.

Hortolândia, única cidade da região que havia recebido a recomendação da campanha na sexta-feira, informou que a orientação recebida do Estado mudou nesta segunda-feira, e que a ação será apenas na cidade de São Paulo. “A Prefeitura de Hortolândia informa que, por recomendação da Secretaria Estadual de Saúde, será intensificada a ação de vacinação contra Febre Amarela, através da atualização de carteira vacinal. Hortolândia não está em campanha contra Febre Amarela”, indicou.

A Secretaria Estadual respondeu, por meio da sua assessoria de imprensa, que a recomendação de intensificação “é a campanha”.

A vacina

Liberada para toda a população, a vacina não é indicada para grávidas, mulheres amamentando crianças com até 6 meses e imunodeprimidos. Portadores de HIV, pacientes em tratamento quimioterápico concluído e idosos devem consultar um médico antes de se vacinar.

Em Americana, as vacinas são oferecidas nas unidades de saúde de forma alternada nos dias de semana, conforme calendário. O motivo é que os frascos têm validade restrita após abertos, e como a procura está baixa, as doses são aplicadas em um mesmo dia para evitar desperdício.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora