22 de outubro de 2020 Atualizado 20:11

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Nova Odessa desativa parte do hospital de campanha

Desmobilização será feita na parte “móvel”, uma estrutura alugada, que ampliou a capacidade da unidade

Por Marina Zanaki

22 set 2020 às 19:55 • Última atualização 22 set 2020 às 20:14

A Secretaria de Saúde de Nova Odessa vai desativar parte do hospital de campanha, que funciona na Unidade Respiratória do Jardim Alvorada. Está prevista para esta quarta-feira (23) a desmobilização da parte “móvel”, que consiste em uma estrutura alugada, que ampliou a capacidade da unidade.

O atendimento aos pacientes respiratórios continuará sendo feito no prédio da antiga UBS (Unidade Básica de Saúde), que conta com dois leitos para observação e seis para internação. Desses, cinco possuem respiradores e monitores multiparâmetros. Em caso de necessidade, o espaço poderá acomodar até 15 pessoas.

Secretário de Saúde de Nova Odessa, Vanderlei Cocato, explicou a desativação de parte da estrutura – Foto: Prefeitura de Nova Odessa/Divulgação

Quando foi inaugurada, a Unidade Respiratória tinha oito leitos para pacientes leves, seis leitos para pacientes graves e capacidade para atender até 60 pessoas.

“A estrutura será diminuída, mas nosso hospital de campanha continua funcionando de segunda a segunda, 24 horas por dia com consultas médicas, enfermagem, exames, fisioterapia, farmácia, limpeza e segurança. Não muda nada em relação ao atendimento à população”, explicou o secretário de Saúde do município, Vanderlei Cocato.

A desativação da estrutura móvel do hospital de campanha vai diminuir as despesas do município com a manutenção do espaço, atualmente em torno de R$ 370 mil, incluindo insumos, EPIs (equipamentos de proteção individual), funcionários e transporte de pacientes para outras unidades da região. A prefeitura não informou quanto vai economizar com a desativação da parte alugada.

BALANÇO
Em funcionamento desde 24 de abril, o hospital de campanha de Nova Odessa ultrapassou a marca de sete mil pacientes atendidos nesta terça-feira. Foram 213 internações, 102 transferências para hospitais da região e da capital paulista e 597 exames, entre radiografia (304), tomografias (225) e eletrocardiogramas (68).

Nesta terça, quatro pacientes com teste negativo para coronavírus permaneciam internadas na unidade. “Agradeço a todos os profissionais que atuam na unidade. Infelizmente, perdemos vidas, mas salvamos muitas outras e pacientes foram para casa curados”, avaliou Cocato.

BOLETIM
O boletim epidemiológico traz cinco novos casos de contaminação pelo novo coronavírus em Nova Odessa. O município totaliza 798 pessoas infectadas pelo vírus, incluindo 37 mortes e 351 curados.

Os novos infectados são um homem de 52 anos e uma mulher de 54, moradores do Jardim Residencial Fibra; uma mulher de 54 anos, do Parque Residencial Klavin; um homem de 48 anos, do Jardim Alvorada; e um idoso de 67 anos, residente na Vila Azenha.

Há ainda 58 moradores de Nova Odessa internados em leitos de Covid-19, dos quais 25 são suspeitos e 35 confirmados. A cidade aguarda resultados de quatro mortes com suspeita para a doença e acompanha 52 pacientes com síndrome gripal.

Publicidade