16 de setembro de 2021 Atualizado 07:50

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Estagiários da saúde alegam exposição e cobram vacinação em Nova Odessa

Reclamação é de que em outras cidades da região, categoria foi vacinada normalmente contra a Covid-19

Por Pedro Heiderich

29 jun 2021 às 19:55 • Última atualização 30 jun 2021 às 17:12

Estagiários da área da saúde alegam exposição e cobram vacinação contra o coronavírus (Covid-19), em Nova Odessa.

A reclamação é de que em outras cidades vizinhas, a categoria foi vacinada. A estimativa é de que 450 estagiários que atuam em clínicas ou unidades de saúde não foram vacinados na cidade.

Vacinação em Nova Odessa acontece no ginásio municipal – Foto: Divulgação/Prefeitura de Nova Odessa

A reportagem contatou a prefeitura a respeito do tema, mas o Executivo ainda não se pronunciou.

Lucas Eduardo Seleber, de 28 anos, é estagiário de Psicologia e atua em clínica. Ele tentou ser vacinado nesta segunda-feira (28) na cidade, mas funcionários do posto de saúde entraram em contato com a Vigilância Sanitária e não permitiram a imunização, pois ele ainda não estava no estágio obrigatório, segundo o universitário.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A orientação é para que ele aguarde a chamada por idade. O universitário disse que também foi até Sumaré no final de semana para tentar ser vacinado. “Me disseram que lá estão vacinando estagiário, mas apenas os que moram lá”.

A mãe de Lucas tem câncer e passa por tratamento em casa. “Estou correndo risco, eu e ela, assim como vários da área de saúde que têm pais idosos”, desabafa.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

“Em toda a Região Metropolitana de Campinas, todos vacinaram universitários que atuam na saúde, só Nova Odessa que não. Tem muita gente nesta situação, mais de 450 pessoas, incluindo enfermeiras. É muito grave, estamos expostos”, alega Lucas.

Outro argumento do estagiário é a respeito da “xepa” da vacina, que não é feita em Nova Odessa. “Se estivessem fazendo a xepa, eu já estava vacinado”.

Outras cidades
A reportagem do LIBERAL questionou as prefeituras dos municípios RPT (Região do Polo Têxtil) sobre a vacinação de estagiários da saúde.

Americana confirmou que vacinou o grupo “desde que comprovadamente vinculados a algum campo de estágio. Atualmente só por meio da xepa da vacina, uma vez que o agendamento para profissionais de saúde está suspenso. Ou quando a faixa etária entrar em fase de vacinação”.

O Ivan Maia está sempre Virando a Chave e quer te ajudar a fazer o mesmo em seu blog no LIBERAL.

A Secretaria de Saúde de Santa Bárbara d’Oeste informou que estagiários que atuam no município, “desde que comprovem vínculo emitido confirmando o estágio em estabelecimento de Saúde, também são vacinados”.

A Prefeitura de Hortolândia informou que como o município não dispõe de instituições de ensino superior na área da saúde, não foi registrada procura por este tipo de público.

“Entretanto a vacinação seria de responsabilidade do município de domicílio do(a) estagiário(a)”.

A Prefeitura de Sumaré não se pronunciou.

Publicidade