29 de junho de 2022 Atualizado 12:02

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Nova Odessa

Cemitério de Nova Odessa possui espaço para mais 500 sepulturas

Só nos primeiros quatro meses de 2022, o munícipio registrou 144 sepultamentos, uma média de 36 por mês

Por Maria Eduarda Gazzetta

15 de maio de 2022, às 09h01 • Última atualização em 15 de maio de 2022, às 09h18

Exumação em sepultura no cemitério de Nova Odessa contribuição para novos sepultamentos - Foto: Claudeci Junior - O Liberal.JPG

O Cemitério Municipal de Nova Odessa tem espaço disponível para a construção de 500 sepulturas verticais particulares, que contam com duas gavetas cada. Os números foram confirmados ao LIBERAL, na última quinta-feira, pelo responsável do cemitério, Wilson Francisco Ribeiro.

O problema da capacidade enxuta do local também foi alvo de reclamação do vereador Wagner Morais (PSDB) em debate na última segunda-feira, na câmara, que contou com a participação de representantes do Executivo.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Só nos primeiros quatro meses de 2022, o munícipio registrou 144 sepultamentos, uma média de 36 por mês. Até o fim de dezembro, a cidade pode registrar 432 sepultamentos, se seguir a média dos meses anteriores, com jazigos prontos ou que ainda precisarão ser construídos. O número está próximo ao limite da capacidade do local. No entanto, para Wilson, a capacidade é relativa, já que uma pessoa pode ser enterrada em uma sepultura e demorar 20 anos para que outra seja enterrada no mesmo local. “Também temos exumações e sobra o espaço”, comentou.

Ainda segundo ele, as sepulturas provisórias – que são construídas como gavetas próximas ao muro do cemitério – também são desocupadas em um curto espaço de tempo. “Após três anos há exumação e sobra mais espaço. É outra saída”, apontou o responsável pelo cemitério à reportagem.

A Prefeitura de Nova Odessa foi questionada sobre a situação e disse que o problema da capacidade será resolvido antes com a construção de um novo cemitério. De acordo com a administração municipal, empresas particulares poderão assumir espaços no município para construção de cemitérios privados.

No entanto, a secretária de Obras, Projetos e Planejamento Urbano, Miriam Lara Netto, disse que uma lei municipal impede a construção de cemitérios fora da região central. Ainda de acordo com informações prestadas por ela no debate, seria necessária a mudança do Plano Diretor Municipal para alterar a lei de zoneamento e, assim, permitir a construção em outro bairro da cidade, onde há áreas disponíveis para as obras.

Publicidade