CEI conclui relatório sobre permuta de imóveis em Nova Odessa

Documento foi lido em plenário na sessão desta segunda-feira e agora será encaminhado para o Ministério Público, Tribunal de Contas e prefeitura


A CEI da Câmara de Nova Odessa que apurava possíveis irregularidades na permuta entre a prefeitura e a Braspark Administradora de Imóveis, em 2015, para abrigar as atividades do Clube da Melhor Idade, concluiu seu relatório final.

O documento foi lido em plenário na sessão desta segunda-feira e agora será encaminhado para o Ministério Público, Tribunal de Contas e prefeitura.

Os membros Carla Lucena (PSDB) e Tiago Lobo (PCdoB) questionam a participação de comissionados na elaboração de pareceres tidos como determinantes para a permuta.

“Há, portanto, fortes indícios de que prevaleceu a vontade política do governo, resultando dano ao erário”, aponta Lobo.

Laudo

Um laudo pericial feito a pedido da Justiça de Nova Odessa, divulgado em setembro de 2017, apontou uma diferença de aproximadamente R$ 5,7 milhões na troca imobiliária entre a prefeitura e a empresa Braspark Administradora de Imóveis.

A permuta envolveu o antigo Clube Lítero, localizado na Rua Heitor Penteado, onde hoje funciona o Clube da Melhor Idade, e um terreno público de dez mil metros quadrados na Avenida Ampélio Gazetta. Na época, a troca foi calculada por um perito contratado pelo Executivo, que avaliou uma diferença de R$ 200 mil entre os dois imóveis.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora