03 de agosto de 2020 Atualizado 20:06

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Casa de repouso ressalta ‘serenidade’ de idosos apesar de surto de Covid

Quatro residentes da casa de repouso Orquídea morreram vítimas do novo coronavírus

Por George Aravanis

31 jul 2020 às 08:23 • Última atualização 31 jul 2020 às 08:30

Proprietária da casa de repouso Orquídea, em Nova Odessa, onde moravam quatro idosos mortos pelo novo coronavírus (Covid-19), Andréa Souza conta que os residentes têm tratado o assunto com serenidade. “Nesses anos todos com a clínica, [vi que] eles lidam muito bem com esse tipo de situação, questão de morte.”

Nova Odessa soma 27 óbitos causados pelo novo coronavírus. O número de mortos na casa representa 14,8% do total de vidas perdidas para a doença no município. O local vive um surto, segundo a prefeitura, com 15 infectados (incluindo os quatro mortos).

Todas mulheres, as vítimas tinham 97 anos, 81 (duas delas) e 67. Todas tinham outras doenças.

 Casa de repouso Orquídea: número de mortos no local representa 14,8% do total observado em Nova Odessa até o momento – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Segundo Andréa, a primeira vítima, de 97 anos, tinha apresentado uma “tossinha” que surgia todo ano. A proprietária da casa entrou em contato com a filha da mulher, que sugeriu o teste. “Aí, para nossa surpresa deu positivo”.

A casa então entrou em contato com a Vigilância Epidemiológica, que aplicou os exames em todos. Dez dos 22 idosos foram diagnosticados com a doença, assim como cinco dos 17 funcionários.

Andréa diz que, além de lidarem com lucidez com a morte, os idosos também respeitam sem reclamar o distanciamento que os que contraíram o vírus têm de manter dos demais.

“É muito triste, eu estou arrasada, são pessoas que estão comigo há 15, 12, dez anos.”

Nova Odessa contabilizou ontem mais uma morte causada pela doença, mas não detalhou sexo e idade da vítima.

Região
A RPT contabilizou ontem mais oito mortes. Além de Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste confirmou mais três mortes (a cidade também passou de 2 mil infectados ontem, com 2.169), Sumaré registrou mais duas e Hortolândia, também duas. A região agora acumula 351 óbitos e 8.690 casos.