25 de junho de 2022 Atualizado 21:50

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Nova Odessa

Suspeito de assaltar adega em Nova Odessa é preso após perseguição

Helicóptero Águia da PM ajudou na captura do homem; outros dois envolvidos não foram encontrados

Por Maria Eduarda Gazzetta

20 de junho de 2022, às 14h01 • Última atualização em 20 de junho de 2022, às 17h27

Adega foi assaltada na tarde de domingo; uma pessoa foi presa e duas outras conseguiram fugir - Foto: Claudeci Junior - Liberal.JPG

Um homem foi preso, na tarde deste domingo, suspeito de assaltar uma adega, localizada na Avenida Carlos Botelho, no jardim Santa Rosa, em Nova Odessa, com mais dois outros comparsas. Ele foi detido no bairro Picerno, em Sumaré, com um revólver e R$ 562 após perseguição policial, junto com o Helicóptero Águia da Polícia Militar.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

De acordo com boletim de ocorrência sobre o caso, os policiais foram acionados sobre um roubo em uma adega. Quando chegaram no estabelecimento comercial, foram informados pelos funcionários que o proprietário e o gerente do local haviam ido atrás dos três suspeitos, sentido linha férrea. Os policiais, então, encontraram as vítimas que relataram aos PMs que os três estavam armados e seguiram sentido Sumaré.

Com apoio do helicóptero Águia, na Rua Coroa Imperial, as equipes viram um rapaz saindo de uma área de mata e correndo por um pasto sentido Avenida Fuad Assed Maluf. Após perseguição, o suspeito entrou na Rua Flor do Campo, jogou o revólver nos pés dos policiais e, no cruzamento com a Rua do Lírios, se entregou.

No no bolso direito da calça do suspeito, de acordo com relatos dos policiais, foi encontrada a quantia de R$ 562.O revólver tinha seis munições, sendo três já usadas, uma intacta e duas picotadas. Ainda de acordo com os PMs, o homem confessou o roubou e informou que o dinheiro era da adega.

Ele foi conduzido ao plantão policial de Sumaré, onde recebeu voz de prisão em flagrante.

O LIBERAL questionou a Polícia Militar sobre a idade e residência do suspeito, mas até esta reportagem ir ao ar, não havia respondido. A matéria será atualizada assim que for encaminhada a resposta.

Publicidade