19 de junho de 2024 Atualizado 23:41

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

SEGURANÇA PÚBLICA

Saidinha coloca 4 mil presos nas ruas na região de Campinas, segundo a PM

Os detentos dos presídios de Hortolândia e Sumaré saíram das respectivas unidades nesta terça-feira (11)

Por Cristiani Azanha

11 de junho de 2024, às 19h39 • Última atualização em 11 de junho de 2024, às 19h52

CPP faz parte do Complexo Penitenciário Campinas-Hortolândia - Foto: Arquivo / O Liberal

Cerca de 4 mil presos do Complexo Penitenciário Campinas-Hortolândia e do CR (Centro de Ressocialização) de Sumaré foram beneficiados pela saída temporária que teve início nesta terça-feira (11) e terminará na próxima segunda-feira (17). O número é do 48º BPM/I (Batalhão da Polícia Militar do Interior) de Sumaré.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Comandante do batalhão, o tenente-coronel Valmir Moreira da Silva disse que as equipes reforçarão o patrulhamento no período. “A Polícia Militar vai intensificar os trabalhos para evitar a possibilidade de crimes”, explicou.

Na última saidinha, que ocorreu de 12 a 18 de março, a SAP (Secretaria Estadual de Administração Penitenciária) divulgou que 68 presos não retornaram às unidades prisionais da RPT (Região do Polo Têxtil).

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

A pasta esclareceu que eles passaram a ser considerados foragidos da Justiça e terão a regressão para pena fechada, caso sejam recapturados pela polícia.

No mês passado, o Congresso derrubou veto parcial do presidente Lula e voltou a proibir a saída temporária de presos. No entanto, como a portaria nº 02/2019 do Deecrim (Departamento Estadual de Execução Criminal), que regulamenta o benefício dos presos, não foi alterada, o TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) manteve as saidinhas.

Publicidade