23 de abril de 2021 Atualizado 10:54

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Campinas registra recorde de óbitos causados pela Covid-19 em março

Cidade registrou 32 óbitos nesta quarta-feira, elevando para 468 o número de pessoas que perderam suas vidas neste mês

Por Milton Paes

31 mar 2021 às 19:54 • Última atualização 31 mar 2021 às 20:37

Rede Mario Gatti conseguiu acionar nesta segunda-feira (5) mais cinco leitos de enfermaria Covid no Hospital Ouro Verde - Foto: Decom / Divulgação

Campinas registrou neste mês de março o maior número de óbitos por
Covid-19 desde o início da pandemia. A cidade registrou 32 óbitos nesta quarta-feira, elevando para 468 o número de pessoas que perderam suas vidas neste mês por conta da doença. Desde o início da pandemia, Campinas registra 2.392 mortos por Covid-19.

Último boletim do mês traz o óbito de 17 homens e 15 mulheres, sendo que 29 pessoas tinham doenças preexistentes e outras três não tinham. Com relação à faixa etária, 24 tinham mais de 60 anos e 8 tinham entre 39 e 59 anos.

Acompanhe a cobertura do LIBERAL sobre Campinas

Até então o mês de julho de 2020 é que havia registrado o maior número de mortes: 408. Em 2021, o número de óbitos vem crescendo mês a mês. Em janeiro foram 188 pessoas e em fevereiro foram 226 óbitos.

Nesta quarta feira foram confirmados mais 551 casos da doença. Com isso, Campinas chega a 81.318 pessoas que se contaminaram pelo vírus.

Vacinados

O vacinômetro do Governo do Estado de São Paulo mostra que 136.067 pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e 44.872 pessoas já tomaram as duas doses. Campinas já aplicou 180.939 doses no total.

Leitos

Campinas conta nesta quarta-feira com 444 leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 nas redes pública e particular de saúde. Deste total, 423 estão ocupados, o que corresponde a 95,27%. Há 21 leitos livres na rede particular.

No SUS Municipal são 157 leitos, 100% ocupados. No SUS Estadual são 40 leitos, todos ocupados. Na rede particular são 247 leitos, dos quais 226 estão ocupados, o que equivale a 91,50%. Há 21 leitos vagos.

Em leitos de enfermaria Covid são 534 pessoas internadas.

Há 177 pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) à espera de leitos de enfermaria e de UTI no SUS municipal. São 112 pessoas à espera de leitos de UTI Covid e 65 pacientes que aguardam vagas em Enfermaria Covid.

Publicidade