25 de outubro de 2021 Atualizado 18:42

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Toninho Forti é reeleito para presidência do Sindicato dos Servidores Públicos

Terceiro mandato do sindicalista vai até janeiro de 2026; prioridade, segundo ele, é recuperação das perdas salariais dos últimos anos

Por Marina Zanaki

11 out 2021 às 15:59 • Última atualização 11 out 2021 às 17:32

Campanha salarial de 2022 foi elencada como prioridade do sindicalista - Foto: Reprodução

As eleições do SSPMA (Sindicato dos Servidores Públicos de Americana), realizadas em 7 e 8 de outubro, reelegeram o atual presidente da entidade, Toninho Forti. A campanha salarial de 2022 foi elencada como prioridade do sindicalista, que está há oito anos à frente da entidade. O próximo mandato tem início no ano que vem e segue até janeiro de 2026.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A chapa única recebeu 1.689 votos. Foram computados ainda 15 votos nulos e 42 em branco, totalizando 1.746 servidores que compareceram à votação.

“Vamos procurar atender da melhor forma possível a expectativa dos servidores, que esse ano participaram ativamente das eleições em demonstração de confiança para com a nobre diretoria. Vamos fazer de tudo para responder positivamente a todo esse apoio e confiança que nos foram depositados”, disse o presidente do sindicato ao LIBERAL.

Toninho destacou que com o fim da vigência da Lei 173, que determinou o congelamento dos salários do funcionalismo pelo país para redução de custos por conta da pandemia, há “boas chances” de ganhos concretos. A lei está em vigor até dezembro.

“Estaremos reivindicando a recuperação das perdas acumuladas dos últimos anos e ampliação dos serviços prestados pelo sindicato em relação a convênios. Também vamos exercer maior presença em locais de trabalho com a participação efetiva dos novos diretores para atender às reivindicações dos servidores, que nos últimos anos enfrentaram retrocessos sobre os direitos trabalhistas. Principalmente com a situação caótica trazida pela Covid, em que tantas atitudes do Congresso e do Governo Federal colaboraram para esse retrocesso sobre nossos direitos”, declarou Forti.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

A chapa única recebeu 1.689 votos; foram computados ainda 15 votos nulos e 42 em branco – Foto: Sindicato dos Servidores Públicos de Americana/Divulgação

Segundo informações do sindicato, não houve intercorrência e o pleito ocorreu dentro da normalidade. A Comissão Eleitoral, sob responsabilidade do Cláudio Aparecido dos Santos (Ted), e a Fesspmesp (Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais do Estado de São Paulo), acompanharam a votação e garantiram a transparência do processo.

Publicidade