05 de agosto de 2021 Atualizado 07:19

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Polícia Civil

Suspeito de participar de morte de educadoras em São Paulo é preso em Americana

Uma diretora e uma professora foram mortas em ação criminosa registrada em maio, na zona leste da capital

Por Marina Zanaki

16 jun 2021 às 20:12 • Última atualização 17 jun 2021 às 08:10

A Polícia Civil prendeu na última terça-feira (15), na zona rural de Americana, um suspeito de ter participado da morte de duas educadoras na capital paulista no mês passado.

Diretora Jéssica Lopes Frazão (à esquerda) foi morta junto com a professora Marli Gomes Lana – Foto: Divulgação

Além dele, um outro suspeito de envolvimento no crime foi preso na cidade de São Paulo. As detenções foram realizadas pelo Cerco (Central Especializada de Repressão a Crimes e Ocorrências Diversas), da 7ª Delegacia Seccional de Polícia da Capital.

Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública), um dos detidos seria quem passou informações sobre a movimentação do veículo da vítima e o outro seria um dos que desembarcaram do carro usado pelo grupo criminoso para realizar a abordagem.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O crime foi registrado na manhã do dia 24 de maio no bairro José Bonifácio, Zona Leste de São Paulo, quando a diretora Jéssica Lopes Frazão, 31, e a professora Marli Gomes de Lima Lana, 42, seguiam para o trabalho. O Hyundai Tucson onde elas estavam foi atingido por um Volvo preto.

Um dos ocupantes do veículo desceu e passou a atirar contra o carro das vítimas, atingido duas delas. De acordo com uma terceira vítima que também estava no Hyundai, após os disparos, um dos autores ordenou que elas entregassem o “dinheiro do posto”. As vítimas negaram possuir o recurso e os homens fugiram. As duas mulheres que foram baleadas não resistiram.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de que houve confusão dos assaltantes em relação ao alvo. No momento do crime, um proprietário de uma rede de postos de combustíveis, que voltava para casa com o faturamento, viu o Volvo atingir o Tucson. Pouco depois, foi abordado por um assaltante em um veículo Ford Fiesta e teve o dinheiro levado.

“O que seria atípico é a escolta na frente do carro alvo, mas com a captura dos dois e com o resultado das demais buscas, acreditamos que vamos prosperar no esclarecimento das últimas arestas dessa investigação”, explicou o delegado Marcio Fruet Pereira de Araujo, responsável pelo caso.

Foram apreendidos celulares e anotações, que devem ajudar na investigação. Um terceiro envolvido ainda está foragido. No total, foram cumpridos 15 mandados de buscas domiciliares e de prisão temporária contra os dois suspeitos.

“O inquérito policial ainda está em andamento e as equipes especializadas prosseguem com as diligências para identificação e prisão dos demais envolvidos”, informou a SSP.

Publicidade