22 de janeiro de 2021 Atualizado 22:16

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

ABASTECIMENTO

Projeto quer obrigar divulgação sobre falta d’água em Americana

Iniciativa do vereador Marschelo Meche determina que interrupções sejam informadas pelas redes sociais; prefeitura diz que já faz os avisos

Por André Rossi

09 jan 2021 às 08:24

Um projeto de lei protocolado na Câmara de Americana na quinta-feira (7) quer obrigar o DAE (Departamento de Água e Esgoto) a divulgar em suas redes sociais quando houver problemas de abastecimento ou interrupções do serviço de distribuição de água.

De autoria do vereador Marschelo Meche (PSL), a intenção é de que o munícipe tenha acesso à informação de forma mais prática, sem ter que acionar a autarquia para saber a causa do problema. A tramitação do projeto na Casa pode levar até 45 dias antes de ir à votação.

O texto determina que o DAE deve informar o bairro da ocorrência, o motivo da “prestação anormal” de serviço, as providências que estão sendo tomadas e o tempo estimado para normalização.

Caso o projeto seja aprovado, esse diagnóstico deverá ser divulgado pelas redes sociais da autarquia, pelo site e também em “publicações impressas e outros meios utilizados para publicação de informações públicas”.

Na visão do autor da proposta, a administração pública “não preza pela eficiência e pela transparência”, o que faz com que os moradores tenham de entrar em contato com a autarquia para saber o motivo do problema.

“Na maioria das vezes, em pequenos casos, eles não avisam e pegam a população de surpresa, que fica revoltada, com razão. Então acho justo o DAE avisar quando tiver qualquer interrupção”, explicou Meche.

Outro lado

Questionado, o DAE informou que todas as interrupções e manutenções programadas que possam causar desabastecimento são informadas com 24 horas de antecedência.

“Inclusive nas redes sociais, em conformidade com o determinado pela Agência Reguladora Ares PCJ”, traz a nota da autarquia.

Publicidade