Prefeitura garante gratuidade a partir dos 60 anos no transporte

Medida vai valer em Americana quando empresa vencer a licitação; atualmente isenção vale só a partir dos 65 anos


O secretário-adjunto de Obras e autoridade de Trânsito de Americana, Eraldo Camargo, garantiu nesta segunda-feira que a gratuidade a idosos nos ônibus será estendida a pessoas com 60 anos ou mais quando a empresa que vencer a licitação em andamento assumir o transporte público da cidade. Hoje, a isenção no pagamento da tarifa vale só a partir dos 65 anos.

Há uma lei do vereador Alfredo Ondas (MDB) de 2017 (6.026/17) que garante passe livre a partir dos 60 anos após a próxima concessão. A minuta do edital de licitação para concessão do transporte foi debatida em audiência pública realizada na noite de ontem na câmara (apenas cinco pessoas estavam no plenário, e cinco dos 19 vereadores participaram).

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Gratuidade será ampliada para pessoas que têm 60 anos ou mais

“Vai ser garantido cartão [de gratuidade] de 60 anos pra cima. É uma ordem do nosso prefeito”, afirmou Eraldo durante a reunião na câmara. No passado, outra lei nesse sentido foi derrubada.

De acordo com Ondas, a parcela da população que tem entre 60 e 64 anos corresponde a 4% da população.

Outro assunto debatido foi a integração tarifária. A previsão na minuta é que, por até uma hora, a pessoa possa usar dois ônibus, no mesmo sentido, pagando apenas uma passagem (com o bilhete eletrônico). Hoje, a integração existe, mas alcança, segundo Eraldo, pequena parcela dos usuários.

Welington Rezende (PRP) sugeriu que o período fosse elevado para uma hora e meia.

Eraldo disse que isso pode ser revisto depois que a empresa que vencer a licitação já estiver trabalhando, por meio de um reajuste no contrato, mas por enquanto será mantida no edital a previsão de 60 minutos.

O cronograma prevê que o edital final com as regras da licitação será lançado até o dia 31 deste mês. Eraldo acredita que será possível cumprir o prazo.

O vereador Gualter Amado (PRB), que preside a Comissão de Transporte na Câmara de Americana, criticou diversos pontos do edital de concessão do transporte coletivo na cidade. Ele participou, ao vivo, do LIBERAL No Ar, transmitido pelas rádios VOCÊ (AM 580) e FM Gold (94,7 FM):

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora