Prefeitura e motorista pagarão R$ 40 mil para mulher atropelada por ambulância – O Liberal

Prefeitura e motorista pagarão R$ 40 mil para mulher atropelada por ambulância

Acidente ocorrido em fevereiro de 2015 causou lesões no antebraço esquerdo da vítima, que a teriam impedido de trabalhar por aproximadamente 11 meses


A Prefeitura de Americana e um motorista da administração terão que pagar R$ 40 mil de indenização a uma vendedora de 26 anos que foi atropelada por uma ambulância da cidade em 2015. Ela conduzia uma moto, quando o veículo municipal ultrapassou o sinal de pare e a acertou.

O acidente causou lesões no antebraço esquerdo da vítima, que a impediram de trabalhar por cerca de 11 meses. Ela ainda receberá um salário mínimo para cada mês que ficou afastada. Do valor total da indenização, R$ 20 mil foi por danos morais, já que a vendedora teve que passar por um longo período de tratamento médico, o que gerou abalo psicológico e psíquico nela.

Foto: Arquivo / O Liberal
Prefeitura de Americana e motorista terão de indenizar vendedora atropelada por ambulância

Outros R$ 20 mil foram por dano estético – o tecido do pulso da mulher ficou com uma deformidade aparente. Além disso, a administração arcará com cerca de R$ 1 mil para o conserto da moto (o valor foi definido com base na média de três orçamentos apresentados durante a fase processual).

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

A defesa da vendedora pedia inicialmente R$ 366 mil no processo, alegando que a mulher perdeu o movimento do antebraço e que, por isso, não poderia mais “andar de moto” e “jogar vôlei” e que foi atestada como portadora de necessidade especial.

Questionada na semana passada, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Americana não respondeu se irá recorrer da decisão. A reportagem tentou contato com o advogado responsável pela defesa da vendedora e do motorista, mas as ligações para o telefone dos escritórios, cujo número consta no CNA (Cadastro Nacional dos Advogados), não foram atendidas.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

O caso

O acidente aconteceu na manhã do dia 18 de fevereiro de 2015. A vendedora transitava com sua moto na Rua Antônio Ribeiro quando, no cruzamento com a Rua Sebastião, foi atropelada por uma viatura de ambulância da prefeitura, sofrendo então os ferimentos citados na ação.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora