Por e-mail, vereadores de Americana votam salário sem reajuste

Apenas o presidente da câmara, Luiz da Rodaben, e dois servidores estarão presencialmente no prédio; reajuste no subsídio do prefeito está na pauta


A Câmara de Americana realiza nesta terça-feira (24), às 14 horas, uma sessão extraordinária para votar os projetos que reajustam os salários dos vereadores, prefeito e vice-prefeito, e secretários municipais.

No texto do legislativo, no entanto, foi acrescentada uma emenda do presidente da Casa, Luiz Carlos Cezaretto, o Luiz da Rodaben (PP), para que não haja nem reposição inflacionária para os vereadores, o que manteria o subsídio em R$ 10.305,64.

Já na remuneração do Executivo, se aprovado, o salário do prefeito passaria de R$ 23.874,56 para R$ 26.250. Para o vice, de R$ 12.932,05 para R$ 13.750. Os secretários teriam salário de R$ 15.450, ante os R$ 14.390,97 recebidos hoje.

Por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), ficou definido que apenas Rodaben e dois servidores da câmara irão presencialmente até o prédio da câmara. Os demais vereadores vão acompanhar a transmissão pela internet e votarão nos projetos via e-mail oficial do Legislativo.

Aqueles que quiserem se manifestar sobre algum tema vão enviar mensagem em um grupo de WhatsApp dos parlamentares. Se for em texto, a opinião será lida por Rodaben. Caso seja mensagem de áudio, o presidente vai aproximar o celular do microfone para que todos possam ouvir.

Segundo o presidente, já há estrutura para que as sessões sejam realizadas em videoconferência. Entretanto, não houve tempo hábil para que todos os vereadores se familiarizassem com a ferramenta.

“Nós até tentamos hoje, dá sim para fazer, mas sentimos um pouco de dificuldade dos 19 vereadores em manusearem isso. E ainda não está ‘linkado’ com o programa de gravação da câmara para registro em ata. Nas próximas sessões a intenção é que seja por videoconferência”, explicou Rodaben.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora