27 de janeiro de 2021 Atualizado 16:15

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

ARSENAL

Guarda preso com 31 armas tem liberdade provisória concedida

Patrulheiro da Gama é suspeito de fornecer armas para quadrilhas; caso é investigado pelo Deic

Por André Rossi

30 set 2020 às 21:37 • Última atualização 30 set 2020 às 21:42

O patrulheiro da Gama (Guarda Municipal de Americana) que foi preso com 31 armas dentro de um Chevrolet Camaro teve a liberdade provisória concedida nesta quarta-feira (30). O homem de 40 anos pagou fiança – cujo valor não foi revelado – e terá de cumprir uma série de medidas cautelares.

A audiência de custódia foi realizada no Fórum de Americana. A concessão da liberdade provisória foi confirmada pela assessoria de imprensa do TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo).

Armas apreendidas pelo Deic – Foto: Divulgação-Deic (1)

O guarda foi preso na terça-feira (29), após investigação do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais). Os policiais encontraram três fuzis, três garruchas, cinco espingardas, seis revólveres e 14 pistolas.

A abordagem aconteceu no cruzamento da Rua Florindo Cibin com a Avenida Carmine Feola. O Deic apurava denúncia de que um indivíduo estaria fornecendo armas para quadrilhas envolvidas em diversos roubos, cuja base do grupo seria em Americana.

O arsenal estava no porta-malas do Camaro. O LIBERAL apurou que o guarda atuava no atendimento às ocorrências e também na base móvel, além de trabalhar como instrutor de tiro.

O agente foi autuado por porte de arma de fogo de uso restrito. As investigações continuam para apurar se ele realmente fornecia para quadrilhas.

A direção da Gama disse nesta quarta-feira que ainda não foi informada oficialmente sobre o caso.

Publicidade