Exposição prolongada ao sol exige pausas e hidratação

Biomédica indica que pessoas que trabalhem sob altas temperaturas devem consumir ao menos dois litros de água diariamente e bebidas isotônica


Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal.JPG
Daniel, servidor da Prefeitura de Americana que trabalha sob o sol

A prática de que alguns funcionários públicos trabalham enquanto outros “apenas olham”, mal vista pela população, é, na verdade, necessária.

Servidor da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos de Americana, Daniel Pernas Pasqualete chefia uma equipe e disse que a prática de revezamento durante a realização de um serviço é essencial, pois é impossível ficar o tempo todo exposto ao sol.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

A opinião é compartilhada pela coordenadora do curso de Biomedicina do Unisal (Centro Universitário Salesiano) de Americana e Campinas, Patrícia Melo.

“Eles devem se hidratar regularmente e ter intervalos. Os riscos são de desidratação e insolação severas”, alerta a professora.

Daniel trabalha há 17 anos na prefeitura e hoje está à frente de uma equipe que atua em galeria de águas pluviais, conserto de guias e sarjetas.

“Ninguém é obrigado a trabalhar 100% do tempo exposto ao sol sem pegar uma sombra, tomar uma água. A temperatura parece que a cada ano se aquece um tanto mais”, diz Daniel.

Contudo, nem sempre a atitude é bem vista pelos cidadãos, e os xingamentos não são raros.

“A gente reveza, uns ficam na sombra enquanto outros vão trabalhar. Infelizmente, o povo tem dificuldade de assimilar essas coisas e somos criticados”, lamentou.

Patrícia indica que pessoas que trabalhem sob altas temperaturas devem consumir ao menos dois litros de água diariamente e bebidas isotônicas, como água de coco, para recuperar os sais perdidos no suor. A alimentação também pode ajudar nessa reposição, com a inclusão de frutas e legumes. O uso de protetor solar é regra, já que a exposição à radiação pode provocar queimaduras e aumentar o risco de câncer de pele.

Listen to "#18 - Temperatura nas alturas: Americana tem máximas acima da média" on Spreaker.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora