20 de outubro de 2020 Atualizado 23:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Jaguari

Excesso de velocidade gera reclamações na Av. do Compositor

Moradora relata que carros não respeitam a velocidade máxima permitida, que é de 40km/h

Por Natália Velosa

23 jun 2020 às 15:48 • Última atualização 23 jun 2020 às 22:06

Um trecho da Avenida do Compositor, no Parque Residencial Jaguari, em Americana, vem causando reclamações dos moradores do local pelo excesso de velocidade dos veículos.

De acordo com supervisora de ensino Rosane Guedes, de 53 anos, a Avenida do Compositor tem a velocidade máxima permitida de 40km/h, porém, no trecho próximo ao número 750, não há placa de trânsito indicando a velocidade e muitos motoristas a ultrapassam esse limite.

Trecho da Avenida do Compositor não é respeitado a velocidade máxima – Foto: Divulgação

Além disso, durante os horários de pico, o trânsito fica intenso e desordenado, por se tratar de uma via de sentido duplo.

“É um trecho muito complicado, já houve vários acidentes ali. É uma via de mão dupla, que fica mais afunilada quando os carros estacionam próximo as calçadas e não tem sinalização adequada. Os motoristas ficam confusos”, relatou a munícipe.

Rosane conta que procurou a Secretaria de Transportes e Sistema Viário de Americana e conversou com vereadores a respeito do problema, sugerindo sinalização e sentido único, visto que em paralelo existe a Rua Altamiro Carrilho, que poderia ser utilizada como a mão de sentido contrário. No entanto, ela não obteve respostas até o momento.

A Prefeitura de Americana foi questionada sobre o assunto, mas não respondeu ao LIBERAL sobre quais medidas poderiam ser tomadas.

LIBERAL NAS RUAS: Viu algo de errado no seu bairro? Um buraco na rua, um vazamento ou uma obra parada? Escreva para redacao@liberal.com.br ou envie mensagem para o WhatsApp do LIBERAL, no (19) 99271-2364, clicando aqui.

*Estagiária sob supervisão de Guilherme Magnin.

Podcast Além da Capa
O mais festejado dos cinco títulos mundiais da seleção brasileira? A resposta é subjetiva, mas a conquista da Copa do Mundo de 1970, no México, completa 50 anos sem ter ameaçado seu lugar no Olimpo do futebol. O ambiente de Americana naqueles dias de junho pauta essa edição do Além da Capa. O editor Bruno Moreira conversa com o repórter Rodrigo Alonso, além de contar com a contribuição de convidados.

Publicidade