26 de setembro de 2020 Atualizado 21:48

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

SANEAMENTO

ETE Balsa-Gruta será inaugurada no aniversário de Americana

Estação vai tratar o esgoto de 40 mil habitantes, além dos efluentes do córrego da Gruta Dainese, devolvendo água limpa ao Rio Piracicaba

Por André Rossi

13 ago 2020 às 08:28 • Última atualização 13 ago 2020 às 17:37

A ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Balsa-Gruta, em Americana, será inaugurada no dia 27 de agosto, data que marca o aniversário de 145 anos da cidade. A informação foi divulgada pelo prefeito Omar Najar (MDB) nesta quarta-feira.

A estação vai tratar o esgoto de 40 mil habitantes, além dos efluentes do córrego da Gruta Dainese, devolvendo água limpa ao Rio Piracicaba.

Ampliação do sistema teve início em 2018, ao custo de R$ 32,6 milhões – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

“Já está programado para o dia 27 de agosto, que é o dia da cidade, que nós vamos inaugurar a ETE da Balsa. É um trabalho que a gente conseguiu através do Governo Federal”, comentou Omar.

A ampliação do sistema de esgotamento sanitário Balsa-Gruta teve início em março de 2018, ao custo de R$ 32,6 milhões, dos quais R$ 26,2 milhões são do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) do Governo Federal. A contrapartida do DAE (Departamento de Água e Esgoto) é de R$ 6,4 milhões.

Os bairros beneficiados contam com, aproximadamente, 89,1 quilômetros de redes coletoras, que estarão interligadas à estação para o tratamento de esgoto do Balsa I e II, Parque Gramado, Jardim da Paz, São Jerônimo, Parque da Liberdade e Gruta Dainese.

No dia 21 de julho, a prefeitura desapropriou e tornou pública uma área no Loteamento Industrial Jardim Faraone Zanaga, visando a implantação da EEE (Estação Elevatória de Esgoto) que vai compor a ETE .

O decreto justifica que a medida é necessária por conta da “implantação de Estação Elevatória de Esgoto, que comporá o sistema de esgotamento sanitário Balsa-Gruta de Americana”. A área tem 1,5 mil m².

Carioba
Omar lamentou o fato do município não contar mais com uma verba de R$ 46,8 milhões para reforma e ampliação da ETE Carioba.

O valor fazia parte de um convênio firmado com o Governo Federal em março de 2018, mas o acordo foi cancelado porque havia necessidade de suplementação financeira; nenhuma das parte podia arcar com os gastos.

Um acordo firmado entre MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo), prefeitura e DAE em dezembro de 2017 previa a conclusão das obras neste ano. A prefeitura pediu um prazo maior ao MP no último dia 6 de agosto.

“Não conseguimos financiamento. Estava na reta para sair, entrou o Bolsonaro e foi congelado tudo. Então nós temos que aumentar o prazo para o município assumir essa responsabilidade”, disse Omar.

Podcast Além da Capa
Americana e região avançaram à fase amarela do Plano São Paulo pela primeira vez. Esse episódio do “Além da Capa” dá o tom do contexto local diante da etapa mais flexível vivida até agora desde o início da quarentena provocada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Publicidade