05 de julho de 2020 Atualizado 09:52

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Presidente

Bolsonaro: ‘Muitos idiotas acreditaram na existência de um gabinete do ódio’

Bolsonaro negou existência gabinete formado por assessores da Presidência que atuariam sob a coordenação de seu filho Carlos

Por Agência Estado

04 jun 2020 às 20:24 • Última atualização 04 jun 2020 às 22:56

O presidente Jair Bolsonaro negou nesta quinta-feira, 4, a existência do chamado “gabinete do ódio”, supostamente formado por assessores da Presidência da República que trabalham no Palácio do Planalto sob a coordenação do vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos).

“Pra que eu quero gabinete do ódio? Muitos idiotas acreditaram na existência de um gabinete do ódio”, ironizou Bolsonaro, ao afirmar que a mobilização virtual feita pelos apoiadores é genuína e gratuita desde a campanha presidencial de 2018.

“Foram milhões de pessoas que me ajudaram porque eu era diferente dos outros, e sou diferente mesmo.”