29 de setembro de 2020 Atualizado 22:58

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Mundo

Secretário do Tesouro detalha sanções a oito autoridades do Irã e economia

Por Agência Estado

10 jan 2020 às 17:47 • Última atualização 10 jan 2020 às 18:42

Após a coletiva de imprensa do secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, e o secretário de Estado, Mike Pompeo, o Departamento do Tesouro divulgou uma nota em que detalha as sanções impostas ao Irã após ataques a bases no Iraque usadas por forças americanas. Serão alvo de sanções econômicas adicionais oito autoridades do regime iraniano, bem 17 dos maiores fabricantes de aço, alumínio, cobre e ferro do Irã, segundo o órgão.

As sanções a autoridades incluem Ali Shamkhani, secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã; Mohammad Reza Ashtiani, subchefe das Forças Armadas iranianas; e Gholamreza Soleimani, chefe da milícia Basij do Corpo de Guarda Revolucionária Islâmica.

Entre os fabricantes de metais e mineração, estão uma rede de três entidades sediadas na China e em Seychelles, e uma embarcação envolvida na compra, venda e transferência de produtos metálicos iranianos, bem como no fornecimento de componentes de produção de metais aos produtores iranianos.

Sanções adicionais

O texto também aponta que, além das sanções, o presidente americano, Donald Trump, assinou hoje uma nova ordem executiva que visa fontes adicionais de receita usadas pelo regime iraniano “para financiar e apoiar seu programa nuclear, desenvolvimento de mísseis, redes de terrorismo e proxy terrorista e influência regional maligna”.

Com isso, novas sanções podem ser impostas. “Esta ordem executiva autoriza o secretário do Tesouro, em consulta com o secretário de Estado, a impor sanções contra pessoas que operam ou fazem transações com setores adicionais da economia iraniana, incluindo construção, mineração, manufatura e têxteis”, aponta.

Publicidade