08 de agosto de 2020 Atualizado 20:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

População volta a desrespeitar recomendações e RJ tem aglomerações

Apesar das restrições impostas no Estado, bar em Duque de Caxias ficou lotado nesta madrugada; praias também tiveram movimento

Por Agência Estado

05 jul 2020 às 15:19 • Última atualização 05 jul 2020 às 16:16

Apesar das restrições impostas no Estado do Rio de Janeiro, um bar chamado Legado do Chopp, em Duque de Caxias, localizado na Baixada Fluminense, ficou lotado de pessoas na madrugada deste domingo, 5, como mostram as imagens divulgadas pelo próprio estabelecimento em uma rede social.

Em outra rede social, o estabelecimento informava que uma festa, que aconteceu na última sexta-feira, seria realizada com capacidade reduzida para até 120 pessoas e que “para a segurança de todos, não seria permitido a entrada de pessoas sem máscara”.

Praias do Rio de Janeiro também tiveram movimento neste domingo – Foto: Ellan Lustosa / Código 19 / Estadão Conteúdo

Após três meses fechados devido às restrições impostas pelo novo coronavírus, bares e restaurantes voltaram a funcionar no Rio de Janeiro na última quinta-feira, 2.

Entretanto, a liberação causou grande aglomeração na zona sul carioca, com clientes acumulados em calçadas, sem respeitar o distanciamento social, e abdicando do uso de máscaras. No último dia 30 de junho, a cidade ultrapassou a marca de 10 mil mortes e mais de 112 mil infectados pela Covid-19.

Justiça do RJ suspende decreto de flexibilização em Duque de Caxias

A Justiça do Rio de Janeiro intimou a Prefeitura de Duque de Caxias a fechar o comércio no dia 25 de junho. Caso ocorra o descumprimento da decisão, a prefeitura vai ter que pagar uma multa de R$ 30 mil por cada dia de desobediência. O comércio havia sido aberto pela primeira vez no dia 25 de maio e, desde então, a Justiça já tentou impedir a medida mais de uma vez, chegando inclusive a multar o prefeito Washington Reis em R$ 20 mil.

Por nota, a Prefeitura de Duque de Caxias disse que já recorreu e que por enquanto vai seguir a determinação judicial. O órgão disse também que vem realizando diversas ações, como a testagem em massa, e que se a decisão for mantida a capacidade econômica do município será afetada. O prefeito Washington Reis declarou textualmente que “não consegue fechar” os estabelecimentos.

No Estado, Duque de Caxias é a terceira cidade que mais registrou óbitos pela covid-19. O município acumula 454 mortes e 3.341 casos confirmados pela doença.

Decreto estadual prevê fiscalização

No decreto do governo estadual, ficou estabelecido a reabertura de bares e restaurantes, em horários específicos, respeitando 50% de sua capacidade. Todos os estabelecimentos abertos devem seguir protocolos e medidas de segurança recomendadas pelas autoridades sanitárias, como assegurar a distância mínima de 1 metro entre as pessoas e disponibilizar álcool em gel 70%. Além da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção facial por clientes e funcionários.

Segundo o documento, em caso de descumprimento das medidas previstas, as forças de segurança pública poderão atuar em eventuais práticas de infrações administrativas e crimes previstos.