12 de maio de 2021 Atualizado 22:55

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Celebridades

Gabriel Cartolano ganha destaque no SBT

Por Caroline Borges / TV Press

22 abr 2021 às 10:10

Os últimos três anos foram intensos para Gabriel Cartolano. Desde sua tímida chegada aos bastidores do “Fofocalizando”, do SBT, o apresentador viu sua vida profissional ganhar um ritmo acelerado diante do público. Após participações esporádicas no vespertino, Cartolano foi conquistando espaço no vídeo, se firmou entre os apresentadores fixos do programa e ganhou uma segunda jornada diante das câmeras recentemente. Ao lado de Patrícia Abravanel, ele comanda o matinal “Vem Pra Cá” desde o final do mês de março.

“Nessa trajetória toda, sempre tive a sorte de contar com colegas incríveis. Todos sempre me deram dicas e conselhos preciosos. Sei que mudar da produção para o vídeo é algo intenso e brusco. Mas fiquei feliz de agarrar essa oportunidade. Mudou minha vida completamente. Virei outra pessoa. Fiquei completamente imerso em conteúdos, buscando evoluir. Estou em um grande momento profissional”, valoriza.

O “Vem Pra Cá” estreitou os laços entre Cartolano e Patrícia. Antes do matinal, o apresentador já havia entrevistado a filha de Silvio Santos duas vezes. Porém, os encontros pelos estúdios e bastidores do SBT eram bastante escassos. Desde o início do matinal, Cartolano tem criado um vínculo importante com a colega de palco.

“É uma pessoa muito acolhedora, do bem e divertida. Me acolheu super bem. Logo na gravação do piloto, a gente teve uma química maravilhosa. Pareria que estávamos fazendo aquilo há anos. Na tevê, o público cobra muita química e isso não falta entre a gente. Temos um companheirismo muito forte. Está sendo ótimo conviver mais com a Patrícia”, elogia.

Após participações esporádicas no vespertino, Cartolano foi conquistando espaço no vídeo – Foto: Divulgação

Antes do “Vem Pra Cá”, você já fazia parte do time de apresentadores do “Fofocalizando”. Como surgiu a oportunidade para assumir o comando do matinal?

Foi um convite interno da emissora. Eu fiquei muito animado. O formato tem uma proposta muito bacana e que junta diversos assuntos, como culinária, prestação de serviço, notícias do dia e jardinagem. Isso abre o leque de qualquer profissional. Sinto que estou crescendo muito nesse projeto. Exige uma atenção muito forte e me obriga a estar sempre atualizado para levar o melhor conteúdo para o público. Foi um projeto que caiu no meu colo e fiquei muito feliz. Estou me empenhando bastante com essa chance que a emissora está me dando.

Mesmo após a estreia do “Vem Pra Cá”, você seguiu na apresentação do “Fofocalizando”. De que forma você tem se dividido entre os dois programas?

Eu participei bem ativamente dessa parte de pré-produção do “Vem Pra Cá”. Estamos na emissora todos os dias para sugerir pautas, ideias e um conteúdo diferenciado. Estamos sempre em contato com o diretor também para discutir tudo o que for possível. Como é um formato diário, o conteúdo tem uma variedade enorme. Então, é importante estar por dentro de tudo o tempo todo. A gente tem de se sentir confortável diante do vídeo para passar as notícias. Então, faço o “Vem pra Cá”, tenho um tempinho de descanso e, logo depois, já emendo com o “Fofocalizando”. Até segunda ordem, vou com tudo nessa jornada dupla.

Mas sua rotina pela manhã mudou com a estreia do “Vem Pra Cá”?

Eu sou um cara matinal, que acorda com o galo (risos). A manhã é o pontapé do dia. Começar com uma manhã gostosa e agradável é sempre bom. Eu sempre acordei cedo. Então, não senti uma mudança muito grande na minha rotina. Adoro estar com esses dois projetos no ar. São dois programas maravilhosos.

Você chegou ao “Fofocalizando” no posto de produtor, trabalhando nos bastidores. Como foi essa migração para a frente das câmeras?

Em 2018, eu comecei fazendo um quadro dentro do programa. Logo depois, fui escalado para fazer a primeira matéria. Foi uma gravação com o Luan Santana. A partir daí, comecei a fazer entradas esporádicas no vespertino. Foi uma evolução bem gradual. Ninguém chega diante das câmeras sabendo. Tudo tem seu tempo. Sou muito grato ao SBT por todas essas oportunidades. Eles sempre me deram tempo de crescer e me adaptar. Quando eu estrei na tevê, ouvi muitas críticas construtivas e isso foi importante para o meu crescimento. Estou sempre em busca dessa evolução.

Você já tinha esse desejo de trabalho diante do vídeo?

Eu tinha curiosidade. Sempre olhava e pensava: “Como seria?”. Tive a oportunidade e agarrei com tudo. Nesses três anos, eu passei por um processo intenso de mudar da produção para a frente do vídeo. É uma mudança brusca. Virei um comunicador de massa. Isso exige uma responsabilidade social. Foi uma chave que virou na vida. Virei outra pessoa e fiz muitas descobertas. Estou em um ótimo momento profissional. Estou muito feliz.

Publicidade