04 de julho de 2020 Atualizado 12:12

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Turismo em casa

Exposições virtuais: Você ainda pode explorar

Google Arts & Culture apresenta uma seleção de seis exposições incríveis que já chegaram ao fim, mas que você ainda pode visitar no Street View

Por Da redação

25 Maio 2020 às 19:14

Você já desejou voltar no tempo e visitar uma exposição que não teve a oportunidade de ver? Já que por conta da pandemia da Covid-19 ficar em casa é o “novo normal”, o Google Arts & Culture apresenta uma seleção de seis exposições incríveis que já chegaram ao fim, mas que você ainda pode visitar no Street View. Confira:

Cais flutuante – Foto: Divulgação

Os cais flutuantes
Os Cais Flutuantes de Christo e Jeanne-Claude eram uma “passagem temporária” pelo lago Iseo, na Itália, que permitia aos visitantes andarem sobre as águas. Foi feito de 100.000 metros quadrados de tecido amarelo transportado por um sistema modular de docas flutuantes na superfície da água.

A previsão era que cerca de 500.000 amantes da arte visitassem a exposição, mas o número final chegou a 1,2 milhão. Após 16 dias de execução, todos os componentes foram removidos e reciclados industrialmente, mas você pode dar um passeio virtual pela passarela, sem o risco de se molhar.

Everywhere – Foto: Divulgação

Everywhere is anywhere is anything is everything
Com um título como esse, fica claro que a exploração da vida moderna por Douglas Coupland é aquela em que você vai pensar um pouco. Esta exposição contém obras de arte que abordam como a Internet e o amplo acesso às informações nos afetam.

Você verá esculturas de Lego, uma presa da baleia Narval e frases como “Desculpe. Eu me perdi em uma distorção de gatinho do YouTube”. Fique de olho no Brilliant Information Overload Pop Head.

Tour Paris 13 – Foto: Divulgação

Tour Paris 13
Meses antes de ser derrubado, um prédio abandonado no 13º distrito de Paris foi transformado na maior galeria de artistas de rua e grafiteiros já montado.

Os 36 apartamentos, escadarias e áreas externas do edifício foram transformados por 108 artistas de todo o mundo, levando o espectador a uma imersão total na arte de rua. O trabalho foi exibido por 30 dias e formou filas ao redor do quarteirão, mas você ainda pode conferir todos os 9 andares do projeto agora no Street View.

Bienal – Foto: Divulgação

Bienal de Arte 2015
A Bienal de Veneza é uma enorme exposição internacional que mostra o trabalho de centenas de artistas contemporâneos, realizado a cada dois anos na glamourosa ‘Cidade das Águas’, na Itália. Inclui pavilhões de cerca de 90 países, que apresentam a obra do artista indicado em cada país.

Em 2015, o tema da Bienal foi “Todos os Futuros do Mundo”, com curadoria de Okwui Enwezor. Você não precisa se preocupar em se perder entre os canais de Veneza, porque pode explorar a 56ª exposição internacional de arte no Street View agora.

Arte em Alcatraz – Foto: Divulgação

Arte em Alcatraz
Em 2015, o artista chinês Ai Weiwei recorreu a Alcatraz para levantar questões sobre liberdade de expressão e direitos humanos, o que significa que foi especialmente comovente, já que ele planejou todo o trabalho de Pequim, depois de ter seu passaporte confiscado pelas autoridades chinesas em 2011.

Alcatraz foi anteriormente uma fortaleza militar do século 19, uma penitenciária federal notória, um local de patrimônio e protesto dos nativos americanos e agora um dos parques nacionais mais visitados da América, tornando-o um lugar para um diálogo sobre como definimos liberdade e justiça, direitos individuais e responsabilidade pessoal – e um lugar incrível para explorar no Street View.

Mulher esfinge – Foto: Divulgação

Uma “sutileza”
No passado, uma “sutileza” era uma escultura de açúcar comestível consumida em banquetes e que destacava a riqueza do anfitrião do jantar. A enorme mulher esfinge de Kara Walker, coberta de açúcar, explora o lado oposto da substância doce: nossa história e nossa relação contemporânea com a escravidão e o trabalho forçado que foi usado para produzi-la.

Construída na Domino Sugar Factory, no Brooklyn (EUA), a artista explorou o comércio e o excesso de trabalho de escravizados nos campos de cana com sua escultura Marvelous Sugar Baby. Visite essa exposição no Street View.