16 de abril de 2024 Atualizado 16:56

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Bem-Estar

Posso consumir açaí no desjejum?

Iniciar o dia com uma refeição adequada pode favorecer tanto a saúde quanto os níveis de energia

Por Brenda Dantas – Visarplan

04 de dezembro de 2023, às 12h43 • Última atualização em 04 de dezembro de 2023, às 12h44

Iniciar o dia com uma refeição adequada pode favorecer tanto a saúde quanto os níveis de energia. Mesmo com a crescente popularidade do jejum intermitente, a qualidade dos alimentos selecionados para o desjejum, a primeira refeição após um período de jejum, merece atenção. O açaí é uma dessas opções.

O açaí, nativo das regiões amazônicas, é notável por sua composição nutricional, sendo parte de um grupo que inclui frutos como acerola, jaboticaba e jamelão. É rico em antioxidantes, fibras, gorduras boas e uma variedade de vitaminas e minerais, oferecendo benefícios em diversas áreas da saúde, como visão, digestão, saúde da pele e integridade óssea, graças a componentes como betacaroteno, vitamina E e minerais.

Juliana Maciel, nutricionista parceira da Frooty, empresa brasileira que destaca o açaí em sua linha de produtos, ressalta. “O açaí é uma excelente fonte de energia e oferece um valioso reforço nutricional. Os antioxidantes trabalham neutralizando radicais livres, enquanto as fibras auxiliam no processo digestivo. Suas gorduras benéficas ajudam a equilibrar os níveis de colesterol e a fornecer energia duradoura, sendo uma ótima opção para iniciar o dia”.

Apesar de ser rico em gorduras, é importante ressaltar que a maior parte dela no açaí é do tipo benéfico para a saúde. Cerca de 60% da gordura encontrada nesse fruto é monoinsaturada, enquanto 13% é polinsaturada. Ambos os tipos são conhecidos por seus benefícios na prevenção de problemas cardiovasculares. As monoinsaturadas, em particular, são valorizadas por contribuírem para a redução dos níveis de LDL, o chamado “colesterol ruim”, no organismo, ao passo que as polinsaturadas são essenciais para o bom funcionamento do coração e do cérebro. Além dos benefícios nutricionais, consumir açaí no café da manhã também pode ter um impacto positivo no controle de peso.

Outros alimentos para um desjejum nutritivo

Os ovos, segundo a nutricionista, também são uma sólida opção para o desjejum, oferecendo proteínas de alta qualidade e uma gama de vitaminas e minerais essenciais. Ela sugere a inclusão de carboidratos complexos na refeição para garantir energia sustentável ao longo do dia.

O iogurte natural, especialmente o rico em probióticos, é uma recomendação adicional de Juliana Maciel para a primeira refeição do dia. “Além de contribuir para a saúde do sistema digestivo e otimizar a absorção de nutrientes, o iogurte possui um conteúdo proteico adequado com todos os aminoácidos essenciais. Essa característica proporciona saciedade por tempo prolongado, reduzindo a probabilidade de picos de fome”. Para enriquecer ainda mais essa refeição, Juliana sugere a inclusão de frutas, nozes ou sementes.

A escolha consciente dos alimentos para o desjejum pode ser um fator determinante no sucesso da rotina alimentar. Planejar com antecedência e optar por escolhas nutritivas são práticas essenciais para um início de dia que sustente a saúde e a energia.

Publicidade