29 de outubro de 2020 Atualizado 17:48

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Inter x Grêmio

Na final da Copinha, técnico barbarense fala em momento ‘histórico’

Treinador do Internacional, Fábio Matias tem pela frente o clássico contra o Grêmio, neste sábado

Por Rodrigo Alonso

24 jan 2020 às 15:11 • Última atualização 27 abr 2020 às 12:09

Técnico do elenco Sub-20 do Internacional, o barbarense Fábio Matias acredita que a final deste sábado, contra o Grêmio, possa ser um momento “histórico” para a Copa São Paulo de Futebol Júnior. A bola rola a partir das 10 horas, no Estádio do Pacaembu, na capital paulista.

Pela primeira vez, os rivais gaúchos vão se enfrentar na decisão da Copinha. “Talvez seja um momento histórico para a Copa São Paulo de Juniores”, disse Fábio nesta sexta-feira, em entrevista coletiva. Ele conversou com a imprensa no auditório do Museu do Futebol, no Pacaembu.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

O Colorado tenta o pentacampeonato, pois já venceu as edições de 1974, 1978, 1980 e 1998. O Tricolor, por outro lado, busca um título inédito.

“Para nós, é uma satisfação muito grande ser testemunha viva desse jogo, que eu acho que dificilmente possa acontecer de novo numa final. Então, nós estamos todos muito felizes”, declarou o barbarense.

Foto: Rodrigo Corsi / FPF
Barbarense comanda o elenco Sub-20 do Internacional

A campanha do Inter começou, coincidentemente, em Santa Bárbara d’Oeste. Na fase de grupos, no Estádio Antonio Lins Ribeiro Guimarães, o time embalou duas vitórias por 3 a 0, sobre Confiança-PB e Linense, e empatou em 0 a 0 com o Capivariano.

A equipe se despediu do estádio barbarense na etapa seguinte, quando venceu o Volta Redonda-RJ por 1 a 0. Na sequência, passou por Desportivo Brasil, Red Bull, Botafogo de Ribeirão Preto e Corinthians.

Fábio iniciou a carreira como treinador em 2008. Ele chegou a comandar o União Barbarense na Copa São Paulo de 2011, mas parou na primeira fase.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

Em 2018, com o Inter, o técnico chegou às semifinais. A eliminação foi para o São Paulo, nos pênaltis, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar.

Na edição do ano passado, ele dirigiu o Figueirense, que acabou derrotado pelo Guarani nas quartas de final, por 2 a 1, depois de ter superado clubes como Flamengo e Palmeiras.

Agora, o barbarense, que voltou ao Colorado em março de 2019, está a um passo da taça. “Acho que todo treinador de base, de formação, almeja um dia jogar a Copa São Paulo e ser finalista”, afirmou.

Publicidade