Bia Bulcão é bronze e se torna 1º brasileira medalhista na esgrima no Pan


O Brasil conquistou nesta segunda-feira a sua primeira medalha na história dos Jogos Pan-Americanos no evento feminino da esgrima. O bronze foi assegurado logo no dia de abertura da modalidade por Bia Bulcão, que foi eliminada nas semifinais do florete com a derrota para a norte-americana Lee Kiefer, por 15 a 3, em Lima.

“Ainda nem entendi que ganhei uma medalha. Treinei muito, mas os resultados ainda não tinham aparecido. Mas eu sei que na esgrima é assim. Lutei pensando apenas em vencer e estou muito feliz”, afirmou a medalhista pan-americana.

Essa derrota determinou o bronze para Bia, mas a ida ao pódio havia sido garantida por ela na fase anterior, quando superou a mexicana Nataly Silva por 15 a 13. Nas oitavas de final, ela também havia triunfo por 15 a 13, diante da peruana Paola Piñero.

“Essa atleta do México é bem forte, conheço ela, perdi nos Jogos de Guadalajara. No início, aproveitei bem. Acabou sendo mais emocionante do que eu esperava, mas deu tudo certo”, disse Bia, que na quinta-feira disputará o torneio por equipes em Lima.

Antes do mata-mata, Bia havia sido irregular na fase de grupos, tendo avançado de fase com duas vitórias, sobre a argentina Lucia Ondarts (5 a 3) e a salvadorenha Ivania Carballo (5 a 3), e três derrotas, para Piñero (5 a 3), a norte-americana Jacqueline Dubrovich (5 a 1) e a canadense Eleanor Harvey (4 a 2).

Os outros brasileiros que competiram nesta segunda-feira não foram ao pódio. Gabriele Cecchi foi eliminada nas quartas de final do florete, mesma fase em que caiu Athos Schwantes na espada. Já Nicolas Ferreira perdeu nas oitavas.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora