26 de fevereiro de 2021 Atualizado 20:48

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Chelsea derrota o Burnley e vence a primeira sob o comando de Thomas Tuchel

Por Agência Estado

31 jan 2021 às 10:58 • Última atualização 31 jan 2021 às 14:03

O Chelsea conquistou a primeira vitória sob o comando de Thomas Tuchel ao derrotar o Burnley por 2 a 0 neste domingo, em casa, pela 21ª rodada do Campeonato Inglês. Os laterais espanhóis Azpilicueta e Marcos Alonso foram às redes e asseguraram a vitória no Stamford Brigde.

O resultado faz o Chelsea subir da décima para a sétima colocação da liga inglesa, agora com 33 pontos, e mais perto das equipes que brigam por vaga nas competições europeias. Na próxima rodada, o time faz o clássico londrino contra o Tottenham, marcado para o dia 4 de fevereiro, quinta-feira. O Burnley é o 16º, com 22 pontos, e não consegue abrir vantagem da zona de rebaixamento.

Jogando em seus domínios, o Chelsea foi soberano em toda a partida. No primeiro tempo, dominou o rival e criou as principais oportunidades ofensivas, mas seus atacantes não estavam com a pontaria em dia. Tanto que os gols foram marcados por dois jogadores de defesa.

Em rápido contra-ataque, Mount acionou Hudson-Odoi, que entrou na área e rolou na medida para o lateral espanhol Azpilicueta aparecer de surpresa e abrir o marcador aos 40 minutos da etapa inicial.

Na volta do intervalo, o panorama foi semelhante, com os anfitriões superiores, com mais de 70% de posse de bola e domínio total das ações. Os números evidenciam a superioridade: foram 19 chutes do Chelsea, sendo oito ao gol, contra apenas um dos visitantes, que não acertaram a meta defendida por Mendy.

Principal contratação do time de Londres na temporada, o atacante alemão Timo Werner criou boas chances e foi participativo, mas passou em branco mais uma vez. Com isso, coube ao lateral Marcos Alonso marcar mais um gol para definir o placar e selar a primeira vitória de Thomas Tuchel. Ele recebeu, dominou no peito e bateu forte sem deixar a bola cair para marcar um lindo gol aos 38 minutos.

O técnico alemão festejou muito o triunfo e também o fato de sua equipe não levar gols em dois jogos e ser muito superior ao frágil adversário. Na estreia, o Chelsea havia empatado em 0 a 0 com o Wolverhampton. Agora, reencontrou o caminho dos triunfos para dar tranquilidade ao novo comandante, contratado para substituir o ídolo Frank Lampard.

Publicidade